Conselho de Segurança felicita formação de governo de unidade nacional no Líbano

9 fevereiro 2019

Estados-membros destacam número de mulheres no novo executivo; também pedem esforço de desarmamento, combate à corrupção e apoio da comunidade internacional. 
 

Os Estados-membros do Conselho de Segurança saudaram o anúncio, em 31 de janeiro de 2019, da formação de um governo de unidade nacional no Líbano. 

Em nota publicada esta sexta-feita, o Conselho dá os parabéns  ao primeiro-ministro, Saad Hariri,  e destaca a nomeação de quatro mulheres no novo governo, incluindo a primeira ministro do Interior do país. 

Desarmamento

Os Estados-membros incentivam as autoridades libanesas a prosseguir os esforços para assegurar a participação plena e efetiva das mulheres na política libanesa.

Membro da Força Interina da ONU no Líbano, Unifil, by ONU/Eskinder Debebe

Também encorajam “todos os líderes políticos do Líbano a aproveitarem este momento de unidade nacional  para garantir a capacidade efetiva do Líbano de enfrentar os desafios prementes de segurança, econômicos, sociais e humanitários que o país enfrenta.”

Como prioridade importante, o grupo de 15 países pede que seja implementada uma política de dissociação de quaisquer conflitos externos.

Eles recordam a importância de desarmar todos os grupos armados “para que não haja armas ou autoridade além das armas do Estado Libanês”.  Também lembram que as Forças Armadas Libanesas “são as únicas forças armadas legítimas do Líbano, conforme consagrado na Constituição Libanesa e no Acordo de Taif.”

Corrupção

O Conselho de Segurança ainda encoraja o governo a manter o seu compromisso, já expresso numa conferência em 2018, de “combater a corrupção e fortalecer a governança e prestação de contas, que inclui a gestão das finanças públicas.”

Por fim, o Conselho de Segurança pede à comunidade internacional, incluindo organizações internacionais, que continue a apoiar o Líbano enquanto o país responde a desafios de segurança, econômicos e humanitários.

Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News 

Baixe o aplicativo/aplicação para  iOS ou Android

Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Seis pessoas morreram em média por dia tentando atravessar o Mediterrâneo em 2018

Agência da ONU lançou novo relatório sobre estas travessias; Espanha tornou-se principal ponto de entrada para a Europa; impasse político em avançar com uma abordagem regional permanece.

ONU confirma quatro túneis a sul da separação entre Líbano e Israel

Unifil investiga informações na sequência da Operação "Escudo do Norte" que pretendia descobrir e neutralizar túneis suspeitos de cruzar a chamada Linha Azul.