Parceria entre Fifa e agência da ONU vai levar futebol e refeições a escolas

29 janeiro 2019

Iniciativa deve distribuir 11 milhões de bolas de futebol em escolas; plano envolve 211 federações filiadas da Fifa, atingindo mais de 700 milhões de crianças; primeira experiência acontece no terceiro trimestre de 2019.  

A Federação Internacional de Futebol, Fifa, e o Programa Mundial de Alimentos, PMA, assinaram uma parceria para levar mais futebol e refeições até às escolas de todo o mundo.

As duas organizações concordaram em fortalecer a colaboração entre o programa Futebol para as Escolas, da Fifa, e o Programa de Alimentação Escolar, do PMA.

Futuro

Diretor-executivo do PMA, David Besley, by Unic Bogota

Em nota, as duas partes dizem que “garantir que as crianças têm a oportunidade de levar uma vida saudável e produtiva tem um impacto duradouro que pode moldar positivamente o futuro de uma nação.” Para a Fifa e o PMA, “as escolas proporcionam o ambiente perfeito para atingir esse objetivo.”

O novo programa Futebol para as Escolas pretende tornar a modalidade mais acessível para meninos e meninas em todo o mundo, incorporando atividades de futebol em currículos de educação física ou atividade extracurricular, contribuindo para a educação, desenvolvimento e capacitação das crianças.

Parceria

O Programa de Alimentação Escolar do PMA está presente em mais de 100 países e ajuda a garantir que todas as crianças tenham acesso à educação, saúde e nutrição, com refeições nesses estabelecimentos.

O PMA irá usar as suas redes nacionais e a experiência logística para ajudar a distribuir cerca de 11 milhões de bolas de futebol em escolas dos territórios das 211 federações da Fifa, atingindo mais de 700 milhões de crianças.

A agência da ONU diz que, incentivando as crianças a permanecer na escola, o seu programa de refeições prepara as crianças para um futuro mais bem-sucedido, melhorando a saúde, a educação e os resultados de produtividade.

Para o PMA, “a alimentação escolar e o futebol juntos nas escolas podem proporcionar uma possibilidade maior de realizar seu potencial a milhões de crianças.”

Marco

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, e o diretor executivo do PMA, David Beasley, tiveram um encontro para finalizar esta cooperação durante o Fórum Económico Mundial, que aconteceu recentemente em Davos.

Em nota, Gianni Infantino lembra que, no início de 2018, teve uma reunião com o secretário-geral da ONU, António Guterres, durante a qual concordaram em trabalhar juntos na promoção de valores positivos através do futebol.

Infantino diz que a formalização desta parceria “é um marco e marca o ponto de partida para uma nova era de cooperação”, que deve “usar o poder do futebol para promover a mudança social e a educação.”

Por sua vez, David Beasley afirmou que essa parceria “aumentará o perfil do Programa de Alimentação Escolar” e isso deve significar “estudantes melhor preparados, prontos para aprender e criando um futuro melhor para eles, suas comunidades e suas nações.”

A primeira ronda de programas-piloto acontece no terceiro trimestre deste ano.  

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud