Tragédia de Brumadinho: Assembleia Geral reafirma solidariedade. OIT destaca proteção de trabalhadores
BR

29 janeiro 2019

Quarto dia da tragédia é marcado por buscas; desastre causou pelo menos 65 mortes e mais de 270 estão desaparecidos; Organização Internacional do Trabalho pronta a garantir segurança dos trabalhadores e prevenir futuros acidentes.

A cidade de Brumadinho e o Brasil continuam recebendo solidariedade de altos funcionários das Nações Unidas, na sequência do desastre que aconteceu na sexta-feira pelo rompimento de barragem no estado de Minas Gerais.

Em sua mensagem de condolências, a presidente da Assembleia Geral, María Fernanda Espinosa, expressou profunda tristeza pela perda trágica de vidas e se solidarizou com familiares das vítimas e pessoas que perderam propriedades.

Buscas 

Agências de notícias informaram que equipes de salvamento continuam realizando buscas no quarto dia da tragédia que já provocou a morte de 65 pessoas. Mais de 270 ainda estão desaparecidas.

A representante desejou rápida recuperação aos feridos e estendeu suas condolências às autoridades do estado de Minas Gerais e ao Governo do Brasil.

Indígenas Pataxó Hã-hã-hãe vivem na aldeia Naõ Xohã, às margens do rio Paraopeba que foi afetado pelo colapso da barragem em Brumadinho, no Brasil.
Lucas Hallel ASCOM/FUNAI
Indígenas Pataxó Hã-hã-hãe vivem na aldeia Naõ Xohã, às margens do rio Paraopeba que foi afetado pelo colapso da barragem em Brumadinho, no Brasil.

Segurança

O diretor-geral da Organização Internacional do Trabalho, OIT, publicou uma mensagem de pesar que lembra “a importância crucial de ter um sistema que garanta a segurança e a saúde no trabalho dos mineiros e a proteção de suas comunidades”.

Guy Ryder declarou que a agência está pronta para fornecer apoio contínuo aos seus parceiros no Brasil, “para garantir a segurança dos trabalhadores e prevenir futuros acidentes”.

A OIT agradece os esforços que estão sendo feitos na área e disse ter confiança de que toda a ajuda necessária será fornecida. A mensagem também apoia aos que participam em operações de resgate reconhecendo “o trabalho difícil que eles fazem”.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud