Saiba mais sobre o Fórum Económico Mundial de Davos

23 janeiro 2019

Secretário-geral e alta comissária dos Direitos Humanos estão entre os representantes da ONU que participarão; encontro reúne representantes das áreas política e económica para debater grandes questões mundiais.

Quais os temas tratados no Fórum Económico Mundial em Davos?

O Fórum Económico Mundial, FEM, promove uma reunião realizada todos os anos, no final de janeiro em Davos, na Suíça.

O encontro acontece em um resort nos Alpes Suíços e junta gestores de alto escalão  das mil empresas-membro do Fórum, líderes políticos, representantes académicos, organizações não-governamentais, líderes religiosos e meios de comunicação. Todos os anos, cerca de 2.2 mil participantes reúnem-se para um evento de cinco dias que tem como objetivo debater questões globais, como conflitos internacionais, pobreza e problemas ambientais, e possíveis soluções.

O encontro Anual do Fórum Económico Mundial realiza-se, como é tradição, em Davos, na Suíça.FEM/ Valeriano Di Domenico

Qual é a participação das Nações Unidas?

Altos representantes das Nações Unidas irão participar neste encontro. O secretário-geral da ONU, António Guterres, fará um discurso esta quinta-feira e participará numa transmissão ao vivo no Facebook no mesmo dia às 9 da manhã, hora suíça.

Também a alta comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, e o diretor-geral da Organização Internacional do Trabalho, Guy Rider, estarão em Davos.

Como está a ONU representada?

O secretário-geral da ONU, António Guterres, participou no encontro. O chefe da ONU aproveitou a ocasião  para destacar que a economia global está marcada pelo “abrandamento, nuvens escuras e riscos no horizonte” e lemboru que  as tensões comerciais estão associadas a tensão política.

Guterres acrescentou ainda que a questão da dívida limita a capacidade dos países de responderem às crises e alcançarem os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODSs. Ele voltou a alertar que o mundo está “a perder a corrida” em relação à mudança climática. O representante apelou aos governos que assumam compromissos mais arrojados, para além do Acordo de Paris.

Qual é a novidade da edição deste ano?

Pela primeira vez na sua história, o Fórum de Davos nomeou seis Global Shapers com idade inferior a 30 anos como co-presidentes da reunião - uma decisão que reconhece que os jovens são o grupo demográfico mais afetado pelas perturbações de longo alcance que afetam a população em idade ativa.

Qual a contribuição do Unicef?

O Fundo das Naçõies Undias para a Infância, Unicef, conduziu uma sondagem online com 10 mil jovens de mais de 160 países para escolher a mensagem que a juventude pretende dar aos aos líderes reunidos neste Fórum Econômico Mundial.

A mensagem final foi:  “Precisamos de mais empregos e melhor educação”.

O que dizem os especialistas da ONU aos líderes presentes em Davos?

Vários especialistas da ONU destacam a importância crucial dos direitos humanos para o tema central da edição deste ano do Fórum: “Globalização 4.0: moldando uma nova arquitetura na era da Quarta Revolução Industrial ”.
Para eles, "os líderes empresariais e políticos em Davos devem garantir que a Quarta Revolução Industrial trabalha para os indivíduos e comunidades mais desfavorecidas ou marginalizadas. Isso só será possível se os esforços para reformular a globalização forem construídos sobre a base dos direitos humanos para todos ”

Os especialistas pediram aos governos e líderes empresariais que trabalhem juntos para aproveitar o potencial das novas tecnologias para alcançar um desenvolvimento sustentável e inclusivo.

Todos os anos, cerca de 2.200 participantes reúnem-se para um evento de cinco dias que tem como objetivo debater questões globais.FEM/ Manuel Lopez

A reunião é aberta ao público?

A participação do evento acontece mediante convite. No entanto, é possível acompanhar todo o programa público através dos meios de comunicação. Os mais de 500 jornalistas presentes este ano têm acesso a todas as sessões do programa oficial. Algumas delas têm uma transmissão ao vivo.

O que é o Fórum Económico Mundial?

O Fórum Económico Mundial, FEM, é uma organização sem fins lucrativos baseada em Genebra. Fundado em 1971 por Klaus M. Schwab, um professor de administração na Suíça, o FEM não tem vínculos políticos, partidários ou nacionalistas.

O fórum tem o estatuto de observador no Conselho Económico e Social das Nações Unidas e está sob a supervisão do Conselho Federal suíço.

O Conselho da Fundação é o órgão que gere a atividade do fórum e é atualmente formado por 22 membros que incluem o ex-primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair, e a rainha Rania da Jordânia. A missão do fórum é "o compromisso com a melhoria do estado do Mundo."

Assista ao vídeo para saber como o Pacto Global da ONU e o Fórum Económico Mundial trabalham em conjunto para promover um mundo mais sustentável. A diretora executiva do Pacto Global, Lise Kingon, explica como o papel das empresas é determinante.

Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News 

Baixe o aplicativo/aplicação para  iOS ou Android

Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Crescimento da economia global deve permanecer estável em 3% em 2019-2020

Perspectivas econômicas da ONU apontam o Brasil como um dos exportadores com recuperação moderada, 2,1% este ano; mesma tendência acontece com Angola, Moçambique e Cabo Verde; taxa de crescimento desce em Portugal este ano e recupera em 2020.  

Investimento direto estrangeiro cai pelo terceiro ano consecutivo

Novo relatório revela que valor total é comparado ao da década de 1990; queda de 19% foi de cerca de US$ 1,2 trilhão em 2018; Unctad prevê uma recuperação das nações desenvolvidas em 2019.