ONU ajuda ex-agricultores de ópio a produzir café

15 janeiro 2019

Iniciativa foi lançada em comunidade de 331 famílias onde existem problemas relacionados com pobreza, vício e consequências da guerra; primeira colheita de café acontece este ano.  

 Um novo projeto de desenvolvimento na República Democrática do Laos, no Sudeste Asiático, ajuda agricultores a deixar de cultivar o ópio e passar a produzir café.

O programa é uma iniciativa do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, Unodc.

Ajuda

Os novos produtores vêm de uma comunidade de 331 famílias de 12 aldeias da província de Huaphahn, no norte do país, onde enfrentam problemas relacionados com ópio, pobreza, vício e consequências da guerra.

Localizada numa região chamada de “triângulo de ouro”, o cultivo de ópio tem sido uma ocupação importante. Há várias gerações que as famílias cultivam papoila, alimentando um ciclo vicioso de dependência, medo da lei, pobreza e insegurança alimentar.

O Unodc trabalha com a comunidade desde 2016 para estabelecer uma solução sustentável que quebra este ciclo. Desde essa altura, as famílias criaram uma cooperativa com o nome "Vanmai Coffee". Vanmai significa "novo dia" na língua local do Laos, simbolizando a esperança em um futuro próspero, saudável e sustentável trazido pelo café.

Formação

Na última semana de novembro de 2018, os agricultores viajaram para o Planalto de Bolaven, no sul, para participar de uma visita de estudo de uma semana e aprender com especialistas em café e fazendeiros.

Os participantes aprenderam sobre processamento de grãos de café e como gerir uma cooperativa de sucesso. Também receberam formação técnica e provaram diferentes tipos de café. O Unodc diz que os agricultores “ganharam confiança e conhecimento para levar de volta às suas aldeias.”

Jouma, um agricultor da aldeia Huay Yam, disse que a "viagem é exatamente o que precisava agora.” Ele disse que aprendeu “muito em apenas cinco dias."

O chefe de programas do UNODC no Laos, Erlend Audunson Falch, afirmou que "visitas de estudo como esta são extremamente valiosas.” Ele explica que “os agricultores podem melhorar os seus conhecimentos técnicos, mas a coisa mais importante é ajudar a ter uma visão e um plano para o futuro.”

Mudança

Os participantes dizem que querem ganhar dinheiro com café, mas também querem educar outros sobre os danos que o cultivo ilegal de ópio traz às comunidades, usando blogs e redes sociais.

Um dos produtores, Jouma, disse que o objetivo é "criar algo que possa ser transmitido” aos seus filhos,  para que “eles não tenham de se preocupar com os seus rendimentos.”

A primeira colheita comercial da Vanmai Coffee é esperada após a temporada de monções de 2019.

A comunidade espera que, nos próximos anos, a sua cooperativa possa crescer e atingir os mercados doméstico e internacional de café.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Área de cultivo de coca no Peru aumentou 14% em 2017

Análise sobre o período destaca que área cultivada de coca atingiu um total de 49.900 hectares; cultivo de matéria-prima para produção da cocaína atingiu 117.292 toneladas.

Guterres e Trump discutem questão das drogas

Secretário-geral participou em Evento de Alto Nível Contra Narcóticos organizado pelos Estados Unidos; 450 mil pessoas morrem devido a overdose por ano.