Ataque no Mali que vitimou 37 pessoas vai ser investigado por especialistas da ONU

3 janeiro 2019

Missão de Estabilização da ONU no país vai apoiar investigação; disputas sobre propriedades estão na origem dos confrontos; cerca de 7,2 milhões de pessoas afetadas pela insegurança, seca e inundações.

Um ataque a uma aldeia situada no centro do Mali, que matou pelo menos 37 civis, vai ser investigado com a ajuda de especialistas da ONU em direitos humanos.

O anúncio foi feito pela Missão de Estabilização da ONU no país, Minusma, esta quinta-feira.

Segundo a Missão, mulheres e crianças foram assassinadas em Koulogon Peul na passada terça-feira.  Os confrontos resultam das disputas de terras e gado.

Ataques

O ataque é o mais recente episódio de violência envolvendo milícias e grupos armados.Foto Minusma

A representante especial adjunta da Minusma, Joanne Adamson, condenou estes ataques pedindo que “os perpetradores prestem contas."

Adamson lembra que é cada vez mais importante acabar com a violência na região, por isso, devem ser intensificados “esforços para encontrar soluções judiciais e políticas.”

De acordo com a Minusma, este incidente teve lugar por volta das 5 da manhã do dia de Ano Novo. Além dos mortos e feridos, os assaltantes armados, que usavam trajes tradicionais de caça associados ao povo Dozos, destruíram casas e celeiros.

Investigação

Em comunicado, a Missão informou que vai formar uma equipa de direitos humanos para apoiar a investigação na “recolha de provas” e para “estabelecer as razões das mortes.”

O ataque é o mais recente episódio de violência envolvendo milícias e grupos armados.

No total, cerca de 7,2 milhões de pessoas, que vivem nos 50 distritos administrativos do Mali, estão a ser afetadas pela insegurança, seca e inundações.

De acordo com o Escritório da ONU para a Coordenação de Assuntos Humanitários, Ocha, 3,2 milhões necessitam de ajuda humanitária. O Ocha alerta que é necessária a implementação efetiva do acordo de paz para que a situação melhore.

Inscreva-se aqui para receber notícias da ONU News por email

 

Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News 

Baixe o aplicativo/aplicação para  iOS ou Android

Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Dois soldados da paz morrem em ataque no Mali

Missão de paz é a mais perigosa em todo o mundo para os boinas-azuis da ONU; ataque causou vários feridos.

ONU declara descida acentuada em número de soldados de paz mortos no Mali

Missão de paz no país foi a mais perigosa para as boinas-azuis em 2017, com 21 mortos; Conselho de Segurança debateu situação maliana com presença de subsecretário-geral para Operações de Manutenção de Paz, Jean-Pierre Lacroix.