Enviado especial diz que é possível solução pacifica para conflito no Saara Ocidental

6 dezembro 2018

Seis anos depois de último encontro, terminaram em Genebra dois dias de discussões sobre conflito na região; Horst Kohler anunciou que as partes concordaram em continuar o diálogo no primeiro trimestre de 2019.

O enviado especial do secretário-geral para o Saara Ocidental, Horst Kohler, disse esta quinta-feira que uma solução pacífica é possível para o conflito no território.

Kohler falou aos jornalistas em Genebra, na Suíça, no final de um encontro de dois dias entre as partes envolvidas. Esta foi a primeira reunião com todos os participantes em seis anos. 

Diálogo

Enviado especial para o Saara Ocidental, Horst Kohler. , by Foto ONU/Mark Garten

Kohler elogiou todas as delegações pelo compromisso renovado que demonstraram ao se deslocarem e “participarem de forma construtiva” na sessão.

Para ele, esta reunião “serve como um primeiro, mas importante, passo para um processo político renovado sobre o futuro do Saara Ocidental.”

O objetivo deste processo, de acordo com a Resolução 2440 do Conselho de Segurança, é encontrar “uma solução justa, duradoura e mutuamente aceitável que proporcione a autodeterminação do povo do Saara Ocidental”.

O enviado descreveu o encontro como “dois dias de intensas discussões” e aplaudiu as delegações por “terem se engajado abertamente e em um espírito de respeito mútuo.”

Forte crescimento

Kohler afirmou que, depois das discussões, “fica claro que ninguém ganha mantendo o status quo.” Ele disse ser sua “firme convicção que é do interesse de todos resolver esse conflito para criar um ambiente que seja propício a um forte crescimento, criação de emprego e melhor segurança.”

O enviado disse ter “muito prazer” em anunciar que as delegações se comprometeram em continuar o diálogo e que irá convidar as delegações para uma segunda reunião no primeiro trimestre de 2019.

Köhler terminou dizendo ter esperança que esse processo “seja guiado em primeiro lugar pela preocupação com os homens e mulheres, crianças e jovens do povo do Sahara Ocidental.”

História

O Saara Ocidental está localizado no noroeste da costa africana, na fronteira com Marrocos, Mauritânia e Argélia.

O território  deixou de ser colônia espanhola em 1976. Um conflito surgiu na sequência entre Marrocos e Frente Polisário e o acordo de cessar-fogo foi assinado em 1991. A Missão da ONU na região, Minurso, foi enviada naquele mesmo ano para garantir que o cessar-fogo fosse cumprido.

Mas desentendimentos entre o governo marroquino e a Frente Polisário dificultaram um referendo sobre o futuro do território. Um plano proposto pela ONU após sete anos de consultas diplomáticas foi rejeitado pelas partes em 2004.

No ano passado, o Conselho de Segurança afirmou seu apoio ao compromisso do secretário-geral e de seu enviado especial por uma solução para a questão do Saara Ocidental. O Conselho pediu a Kohler para relançar o processo de negociação.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud