Cabo Verde acredita em reformas na Comunidade de Países de Língua Portuguesa

4 dezembro 2018

Ministro cabo-verdiano dos Negócios Estrangeiros e Comunidades participou em reunião de alto nível dos países de rendimento médio na sede da ONU; nação ocupa a presidência da Cplp até 2020.

O ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades de Cabo Verde, Luís Filipe Tavares, acredita que “o quadro político nunca esteve tão favorável a um conjunto de reformas importantes” na Comunidade de Países de Língua Portuguesa, Cplp.

O ministro participou esta terça-feira em uma reunião de alto nível dos países de rendimento médio e a Agenda 2030 na sede das Nações Unidas.

Lusófonos

Em 2007, Cabo Verde deixou de fazer parte da categoria de países menos desenvolvidos, by ONU Cabo Verde.

Em entrevista à ONU News, em Nova Iorque, Luís Filipe Tavares destacou algumas das mudanças que o país gostava de ver concretizadas na Cplp.

“Há iniciativas muito interessantes, por exemplo, da federação das empresas da Cplp, do mundo empresarial, mas também da juventude e dos homens da cultura. Ambicionamos trabalhar para que haja mais mobilidade de pessoas e bens no quadro da nossa comunidade. É possível.”

Agenda 2030

O encontro em que Luís Filipe Tavares participou debateu as lacunas e os desafios destes países para cumprir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. 

O ministro explicou quais eram os grandes objetivos do país nesta reunião.

“Cabo Verde cumpriu praticamente todos os Objetivos do Desenvolvimento do Milênio, agora temos este grande desafio, os objetivos do desenvolvimento para 2030. A mensagem é precisamente esta: estamos engajados, firmes, queremos construir uma sociedade cada vez mais resiliente, mas não podemos ficar penalizados no acesso aos fundos porque estamos a trabalhar muito bem. Quem trabalha bem deve ser estimulado para continuar a fazê-lo.”

Encontro

O encontro de terça-feira foi composto por duas reuniões plenárias e dois painéis interativos.

O primeiro foi dedicado ao tema dos sucessos e desafios na implementação da Agenda 2030 pelos países de rendimento médio. O segundo debateu o papel da Cooperação Sul-Sul e a Cooperação Triangular na implementação desta agenda.

O chefe da diplomacia cabo-verdiana participou no segundo painel, onde falou sobre o Plano Nacional para o Desenvolvimento Sustentável de Cabo Verde. 

Durante o encontro, o ministro repetiu o convite aos países e organismos presentes para participarem na Conferência Internacional para o Desenvolvimento Sustentável de Cabo Verde, que acontece nos dias 11 e 12 de dezembro em Paris.

ONU News
Ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades de Cabo Verde, Luís Filipe Tavares.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud