Vice-chefe da ONU alerta para aumento do ódio, desigualdade, violência e xenofobia

Amina Mohammed fala em Cimeira do Desenvolvimento da Juventude Africana, em Joanesburgo.
ONU News/Rebecca Hearfield
Amina Mohammed fala em Cimeira do Desenvolvimento da Juventude Africana, em Joanesburgo.

Vice-chefe da ONU alerta para aumento do ódio, desigualdade, violência e xenofobia

Assuntos da ONU

Subsecretária-geral das Nações Unidas esteve no Festival Cidadão Global, na África do Sul; evento celebrou o 100º aniversário do nascimento de Nelson Mandela; Amina Mohammed também assistiu eventos sobre HIV, juventude e Agenda 2030.  

 A vice-secretária-geral da ONU, Amina Mohammed, participou este domingo no Festival Cidadão Global em Joanesburgo, África do Sul, que marcou 100 anos do nascimento de Nelson Mandela.

No seu discurso, a vice-chefe da ONU avisou que “o mundo não está em um bom lugar.” Segundo ela, “as pessoas estão divididas” e “o ódio, a desigualdade, a violência e a xenofobia estão em ascensão.”

Avisos

Vice-chefe da ONU com coordenadora residente das Nações Unidas na África do Sul, Nardos Bekele-Thomas
Vice-chefe da ONU com coordenadora residente das Nações Unidas na África do Sul, Nardos Bekele-Thomas, by ONU News/Rebecca Hearfield

Apesar desses avisos, a vice chefe da ONU explicou que “o legado de Madiba é sobre ação, não palavras” e que continua acreditando “no poder da solidariedade”.

Num estádio da cidade sul-africana, a responsável lembrou as palavras do ex-presidente do país, que dizia que “os jovens são capazes, quando estimulados, de derrubar as torres da opressão e de erguer as bandeiras da liberdade”.

Mohammed lembrou também outros líderes africanos como Walter e Albertina Sisulu, Winnie Mandela, Kofi Annan, Miriam Makeba e Aretha Franklin. 

Ação

A representante explicou que é preciso “assumir as grandes questões, como fome, doença, exclusão, discriminação, poluição e desigualdade.” Segundo ela, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODSs, são o roteiro para resolver esses problemas.

Mohammed disse que alguns passos estão sendo dados, mas que não são suficiente e é preciso fazer mais. Ela citou o antigo secretário-geral da ONU Kofi Annan, que dizia que ser um cidadão global começa na comunidade de cada um.

Perguntando às milhares de pessoas presentes se estavam prontas para agir, ela afirmou que as Nações Unidas caminham junto com elas em solidariedade.

Eventos

Durante o fim de semana, Amina Mohammed participou em outros eventos em Joanesburgo.

No sábado, discursou numa recepção dirigida a defensores dos ODSs e num evento da Fundação Motsepe com o tema “alcançar a igualdade eliminando todas as formas de discriminação contra todas as mulheres e meninas em todos os lugares.”

No mesmo dia, foi uma das convidadas do evento de alto nível sobre meninas e mulheres jovens que marcou o Dia Mundial de Combate ao HIV/Aids. A iniciativa foi organizada pelo Fundo Global e o Governo da África do Sul.

No domingo, Amina Mohammed fez uma intervenção num evento dedicado ao setor privado e o seu envolvimento nos ODSs.