Celebração apoia um mundo literalmente “amigo da onça”
BR

29 novembro 2018

Dia Internacional da Onça Pintada, ou jaguar, destaca ameaças enfrentadas pelo felino; países querem promover esforços de conservação garantindo a sobrevivência do latino em vias de extinção.*

Este 29 de novembro é o primeiro Dia Internacional da Onça Pintada. A data foi adotada este 20 de novembro na Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica, COP14, no Egito.

A celebração pretende aumentar a consciência sobre as ameaças enfrentadas pelo felino, promover esforços de conservação garantindo sua sobrevivência e reforçar o papel desta espécie importante num ecossistema saudável.

*Com informações da Pnud. 

Brasil

O Brasil integra os 14 dos 18 países da área de jaguares das Américas que definiram o Roteiro 2030 para esse fim. Em março, esses Estados adoptaram a Declaração Jaguar 2030 de Nova Iorque nas Nações Unidas.

A proposta da data foi apoiada pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud, e parceiros. A especialista de comunicação da agência das Nações Unidas, Carolina Azevedo, falou à ONU News sobre uma iniciativa que captou imagens desses animais como fruto da ação coletiva.

América

“Essas imagens são resultado de uma ação de muito sucesso. Porque no momento em que os países veem que a onça, que na América Latina toda eles chamam de Jaguar, que está sendo uma espécie em extinção, os países se unem para a proteger. Ser amigo da onça é uma coisa boa. Vamos todos protegê-las, como parte da Agenda 2030 e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Encontrar maneiras de conciliar a proteção a o ecossistema, proteção ao meio ambiente e maneiras de apoiar os povos e populações que coexistem e coabitam com as onças e outros animais silvestres. É uma era em que a gente tem que coexistir.”

Vários governos estiveram envolvidos na ação para proteger a onça juntamente com o Fundo Mundial para a Natureza, WWF, a Sociedade de Conservação da Vida Selvagem, WCS, e a ONG Panthera.

Conflito

De acordo com o Pnud, o jaguar é o terceiro maior felino no mundo e é encontrado somente nas Américas. 

Segundo a ONU, metade da variedade original dessas espécies foi perdida e a população de onça está diminuindo com a caça ilegal, o conflito com humanos e a desintegração de seu habitat. Em El Salvador e no Uruguai o animal foi completamente extinto.

A cooperação para proteger a onça está em linha com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, o Plano Estratégico para a Biodiversidade 2011-2020 e as Metas de Aichi para a Biodiversidade, adotado na cidade japonesa em 2010.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud