Ganesa que melhorou nível de alfabetização na Somália ganha Prêmio de Polícia Feminina da ONU
BR

21 novembro 2018

Phyllis Osei quer aumentar chances de promoção de  dezenas de colegas somalis; Nações Unidas querem estimular países-membros a terem mais polícias de sexo feminino em missões da organização.

A ganesa Phyllis Osei ganhou o Prêmio de Polícia Feminina das Nações Unidas de 2018.

O reconhecimento foi feito pela organização pelo “trabalho de policiamento que teve impacto direto e positivo na comunidade e na polícia do estado de Jubalândia, na Somália”.

Osei criou uma iniciativa que capacita 49 mulheres policiais de Jubalândia para melhorar a alfabetização e aumentar as chances de terem promoções no futuro. Foto: Unsom

Somali

As Nações Unidas destacam que iniciativas de Osei contribuíram para melhorar a proteção de mulheres e meninas, além de promover os direitos das polícias somalis.

Osei criou uma iniciativa que capacita 49 mulheres policiais de Jubalândia para melhorar a alfabetização e aumentar as chances de terem promoções no futuro. A premiada formou ainda uma Rede Feminina de Manutenção da Paz na missão e no escritório das Nações Unidas no país para apoiar mulheres nas forças de paz.

Phyllis Osei disse que a cultura das pessoas e da comunidade é muito dominada por homens, o que é um desafio para trabalhar nesses ambientes. Ela acredita que é preciso se colocar à prova,  mostrar competência, profissionalismo e ser capaz de ganhar a confiança das pessoas.

Para ela, o prêmio reflete o apoio das pessoas com quem trabalha e que essas ações devem ser ainda maiores e mais encorajadas para causar um impacto. A policial disse que o reconhecimento é um desafio para que mais seja feito no futuro.

Paridade

Na cerimônia de entrega do prêmio, em Nova Iorque, o conselheiro da Polícia das Nações Unidas, Luís Carrilho, elogiou a conduta exemplar da premiada. O oficial disse haver paridade de gênero no país de Osei e que espera que isso se reflita na polícia das Nações Unidas.

O prêmio quer promover mulheres policiais como modelos para colegas e a Estratégia de Paridade de Gênero do secretário-geral para encorajar os países-membros a envolver mais políciais de sexo feminino em missões da organização.

UN Photo/Christopher Herwig
Nações Unidas querem estimular países-membros a terem mais polícias de sexo feminino em missões da organização.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud