Agência da ONU presta ajuda alimentar a 2,5 milhões de afegãos durante seca

16 novembro 2018

Crise já afeta 20 das 34 províncias do Afeganistão; PMA acredita que resposta vai ajudar pessoas a permanecerem em suas casas; Genebra acolhe conferência ministerial sobre o país a 27 e 28 de novembro. 

O Programa Mundial de Alimentos, PMA, anunciou esta sexta-feira que vai aumentar a sua resposta à seca no Afeganistão para beneficiar 2,5 milhões de pessoas por pelo menos seis meses.

Neste momento, a agência da ONU apoia 1,4 milhão de afegãos. Até maio de 2019, o PMA necessita de US$ 83,6 milhões para financiar esta resposta e o Plano Estratégico do país.

Crianças em Shade Bara, em Herat, no Afeganistão, uma das províncias mais afetadas pela seca, by Pnud/S. Omer Sadaat

Seca

Em nota, o PMA diz que a seca já afeta 20 das 34 províncias do país. As mais atingidas são Badghis, Ghor, Jawzjan, Faryab e Herat.

O governo afegão e os seus parceiros realizaram um inquérito sobre o tema que será publicado em breve. Segundo os seus resultados preliminares, 3,5 milhões de pessoas precisam de assistência humanitária. 

Do total de pessoas afetadas, o PMA vai prestar ajuda alimentar de emergência a 2,5 milhões de pessoas. O restante 1 milhão de pessoas será ajudado pelo governo e outros parceiros.

Durante o verão, o PMA forneceu assistência alimentar de emergência para mais de 500 mil pessoas. Até ao final de novembro, pretende atingir 1,7 milhão e, de dezembro a março, chegar ao número total.

A agência acredita que esta resposta vai ajudar as pessoas a permanecerem em suas casas. Dessa forma, vão poder trabalhar na agricultura, evitando mais deslocamentos para áreas urbanas durante o inverno.

Ajuda

O PMA também deve apoiar as áreas afetadas com outros projetos. Nos últimos quatro anos, mais de 1,5 mil km de canais de irrigação foram construídos, 10 milhões de árvores plantadas e mais de 1,6 mil km de estradas em áreas rurais foram melhoradas.

Como parte da resposta, o governo do Afeganistão contribuiu com 60 mil toneladas de trigo. O cereal está sendo moído, fortificado com micronutrientes e será distribuído nas próximas semanas.

Esta farinha será acompanhada por outros produtos, como óleo vegetal fortificado, leguminosas, sal e alimentos específicos para crianças com menos de cinco anos.

A agência informa que alguns dos seus doadores, como os Estados Unidos, Reino Unido, Austrália e Japão, estão cobrindo parte dos custos.

Conferência

O total de pessoas ajudadas pelo PMA durante este período será 4,5 milhões. Além das pessoas atingidas pela seca, os outros 2 milhões são pessoas afetadas por conflitos e desastres naturais, retornados e mulheres e crianças com necessidades especiais.

A 27 e 28 de novembro, terá lugar uma conferência ministerial, em Genebra, para mostrar solidariedade com o governo e o povo do Afeganistão nos seus esforços para alcançar a paz, prosperidade e segurança.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud