Chefe da ONU envia condolências às vítimas dos incêndios florestais na Califórnia
BR

12 novembro 2018

António Guterres disse estar “profundamente triste pela perda de vidas e danos extensivos causados pelos incêndios”; de acordo com agências de notícias, 31 pessoas já teriam morrido e outras 200 continuam desaparecidas.

Em nota emitida pelo seu porta-voz, António Guterres disse estar “profundamente triste pela perda de vidas e danos extensivos causados pelos incêndios florestais na Califórnia, nos Estados Unidos.” O secretário geral estendeu suas sinceras condolências às famílias das vítimas e ao povo dos Estados Unidos.

O porta-voz também acrescentou que o chefe da ONU disse que se solidariza com o governo do país.

De acordo com agências de notícias, dois incêndios florestais, um no norte da Califórnia e outro no sul deslocaram 224 mil pessoas, mataram 31 pessoas e outras 200 continuam desaparecidas.

Incêndio Florestal

O chamado “Camp Fire”, que está sendo considerado o mais destrutivo da história do estado Americano, ocorre a cerca de 60 quilômetros ao norte da capital Sacramento. Na região, a cidade Paraíso é uma das mais afetadas pelo incêndio florestal que iniciou na quinta-feira da semana passada.

A estimativa é de que 6,7 mil casas e comércios tenham sido queimados na cidade. Agência de notícias informam que o prefeito de Paraíso, Jody Jones, disse que “a maior parte da área residencial desapareceu, cerca de 90% dela.”

Já no sul do estado, o “Woolsey Fire” já queimou 91 mil acres de terra e até o momento, de acordo com agências de notícias, 20% do incêndio foi contido. Casas de luxo em Malibu e outras cidades costeiras também foram atingidas pelos fogos.

 

 

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud