Danos econômicos causados por terremotos e tsunamis aumentaram mais de 67% em 20 anos

5 novembro 2018

Nações banhadas pelos oceanos Índico e Pacífico têm mais mortes e perdas; este 5 de novembro é o Dia Mundial da Conscientização sobre Tsunamis; em nível global, prejuízos atingiram  US$ 661,5 bilhões entre 1998 e 2017; terremotos e tsunamis causaram perdas de US$ 410,9 bilhões nos 20 anos anteriores.

O Escritório das Nações Unidas para Redução de Risco de Desastres  anunciou que 251.770 pessoas morreram nos últimos 20 anos  por causa de terremotos e tsunamis em países banhados pelos oceanos Índico e Pacífico.

Esses desastres causaram perdas econômicas de US$ 280 bilhões nessas áreas, comparados ao total global de prejuízos que atingiu  US$ 661,5 bilhões entre 1998 e 2017.

Desenvolvimento

Em  nota  sobre o Dia Mundial da Conscientização sobre Tsunamis, marcado este 5 de novembro, o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, destacou os atrasos  ao desenvolvimento que ocorreram nessas duas regiões. Ele explicou que nas últimas duas décadas, os tsunamis foram responsáveis por quase 10% das perdas econômicas causadas por desastres. 

 

O chefe da ONU destacou ainda que a data é uma oportunidade para enfatizar novamente a importância da prevenção e prontidão para desastres.

Entre essas ações estão alerta precoce, educação pública, ciência para melhor entender e prever tsunamis e  um desenvolvimento "que leve em consideração o risco em zonas sísmicas e áreas costeiras expostas".
  

Desastres

Acampamento de deslocados devido ao terremoto e tsunami de setembro em Palu, na Indonésia, by Ocha/Anthony Burke

O escritório lançou uma nota  chamando a atenção para o número significativo de vidas perdidas e dos prejuízos causados à economia por causa desses desastres.

Entre 1978 e 1997, ocorreram 998 mortes e perdas econômicas de US$ 2,7 bilhões devido aos tsunamis. Em todo o planeta, terremotos e tsunamis provocaram a perda de US$ 410,9 bilhões.

Risco de Desastres

A representante especial do secretário-geral da ONU para Redução do Risco de Desastres, Mami Mizutori, disse que essa ocasião deve promover uma maior compreensão do risco de tsunamis para evitar a perda de vidas no futuro.

Em 2018,  também se pretende chamar a atenção para prejuízos econômicos provocados pelos tsunamis como resultado de danos à infraestrutura essencial localizada ao longo de costas densamente povoadas em situação frágil.

Perdas

O terremoto e o tsunami ocorridos no leste do Japão em 2011 mataram mais de 19 mil pessoas e causaram perdas econômicas de US$ 228 bilhões, destacam os dados do Centro de Pesquisa em Epidemiologia de Desastres, da Bélgica.

 O Escritório destaca ainda a etapa inicial de recuperação após terremoto e tsunami em Sulawesi Central, na Indonésia, como um exemplo vivo do impacto de terremotos e tsunamis mais do que qualquer outro perigo natural e das enormes perdas econômicas.

Mizutori  destacou que estes fenômenos tornam mais difícil erradicar a pobreza em muitas partes do mundo e que é preciso apoiar a Indonésia em seus esforços para reconstrução após os desastres de 28 de setembro passado.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud