ONU lembra que 820 milhões de pessoas passam fome no mundo

16 outubro 2018

Este 16 de outubro é o Dia Mundial da Alimentação; cerca de 155 milhões de crianças sofrem de subnutrição crónica; pelo menos 130 países realizam eventos em semana marcada por eventos relacionados ao tema.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, lembrou esta segunda-feira que cerca de 820 milhões de pessoas ainda passam fome no mundo inteiro.

A mensagem do chefe da ONU marca o Dia Mundial da Alimentação, que acontece esta terça-feira, 16 de Outubro.

Vítimas

O chefe da ONU diz que num “mundo de abundância, uma pessoa em cada nove não tem o suficiente para comer”. Segundo ele, a maioria das vítimas são mulheres.

Cerca de 155 milhões de crianças sofrem de  sofrem de subnutrição crónica e podem ter de lidar com os efeitos da deficiência de crescimento durante toda a sua vida. A fome causa perto de metade das mortes infantis em todo o mundo.

Para Guterres, “isso é intolerável”.

União

O secretário-geral pede que a comunidade internacional se comprometa “com um mundo sem fome, um mundo em que todas as pessoas tenham acesso a uma dieta saudável e nutritiva.”

Segundo ele, o Objetivo Fome Zero é sobre unir a força de todos, sejam países, empresas, instituições ou indivíduos. Guterres acredita que todos devem fazer parte de sistemas alimentares sustentáveis.

O chefe da ONU termina a mensagem renovando “o compromisso de defender o direito fundamental de todos à alimentação e não deixar ninguém para trás”.

Comemoracoes

Em todo o mundo, cerca 1,3 bilhão de toneladas de comida é desperdiçada todos os anos, by ONU News/Daniel Dickinson

Esta segunda-feira começou a Semana Mundial da Alimentação que para marcar a data deve realizar eventos em 130 países.

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, acolhe a cerimónia global, em Roma, com a participação do rei Letsie III do Lesotho e da rainha Letizia de Espanha. O evento são mensagens do papa Francisco e do secretário-geral da ONU, António Guterres.

A agência publicou o relatório Estado da Alimentação e Agricultura, que este ano explora como a migração está ligada à segurança alimentar, à agricultura e ao desenvolvimento rural.

A FAO acolhe ainda o encontro anual do Comité de Segurança Alimentar Mundial até 19 de outubro. O foco da principal plataforma internacional de convergência de políticas desta área debate a melhoria dos sistemas de alimentação e nutrição. 

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud