Violência não impedirá que povo da Somália busque a paz, diz chefe da ONU
BR

14 outubro 2018

Declaração foi feita pelo secretário-geral após dois ataques suicidas em Baidoa, na região sudoeste da Somália; António Guterres reiterou apoio e solidariedade da organização com povo e governo do país. 
 

Em comunicado feito pelo seu porta-voz, o secretário-geral disse estar “convencido de que a violência e os ataques indiscriminados não deterão o povo da Somália na busca pela  paz e estabilidade.”

António Guterres também expressou profundas condolências às famílias das vítimas e desejou uma recuperação rápida dos feriados. 

Atentado

De acordo com a mídia, pelo menos 16 pessoas foram mortas e outras 50 ficaram feridas devido a um ataque suicida num restaurante e outro num hotel em Baidoa, neste sábado. A cidade fica a cerca de 220 quilômetros da capital do país, Mogadíscio. 

As explosões ocorreram na véspera do primeiro aniversário de um atentado suicida em Mogadíscio, que matou mais de 500 pessoas.
 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud