Secretário-geral condena ataques no Afeganistão
BR

14 outubro 2018

António Guterres denunciou ataques contra ativistas eleitorais no Afeganistão e fez apelo para que todas as partes garantam eleições pacificas e ordeiras; processo eleitoral no país acontecerá no final desta semana.

Em comunicado feito pelo seu porta-voz, o secretário-geral António Guterres condenou o ataque ocorrido neste sábado contra ativistas eleitorais no Afeganistão. De acordo com a mídia, pelo menos 22 pessoas foram mortas e mais de 35 ficaram feridas com a explosão de uma bomba durante uma manifestação eleitoral na província de Takhar, na região nordeste do país. 

Secretário-geral da ONU, António Guterres. , by Foto ONU/Loey Felipe

Um outro ataque ao gabinete de um candidato em Herat, no oeste do Afeganistão, teria matado duas pessoas, incluindo uma criança. 

Para o secretário-geral, atacar civis deliberadamente é uma violação do direito internacional humanitário. O comunicado acrescentou ainda que “no período que antecede as eleições parlamentares de 20 de outubro, o secretário-geral pede a todas as partes que assegurem um processo eleitoral pacífico e ordeiro, criando um ambiente seguro para que os candidatos façam suas campanhas e para que os cidadãos exerçam seu direito de se reunir e votar.”

O chefe da ONU também estendeu suas mais profundas condolências às famílias dos mortos e desejou uma rápida recuperação dos feridos.
 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud