Guterres e Trump discutem questão das drogas

24 setembro 2018

Secretário-geral participou em Evento de Alto Nível Contra Narcóticos organizado pelos Estados Unidos; 450 mil pessoas morrem devido a overdose por ano.

O secretário-geral da ONU agradeceu esta segunda-feira, em Nova Iorque, ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por “colocar um foco global no problema das drogas do mundo”. Segundo Guterres, “o mundo nunca precisou tanto disso”.

O chefe da ONU participou em um Evento de Alto Nível Contra Narcóticos organizado pelos Estados Unidos. Cerca de 130 países assinaram um Apelo à Ação Global promovido pelo país. 

Importância

O chefe da ONU disse que para ele, como para muitos outros, esta é mais do que uma questão política, é uma questão pessoal.

Guterres lembrou que alguém muito próximo dele “morreu com uma idade insuportavelmente jovem” devido a este problema. Também recordou a sua irmã, que é psiquiatra e trabalhou num centro de tratamento em Lisboa. O chefe da ONU disse que teve muitos trabalhos difíceis, mas nenhum se compara com o da irmã.

Sobre a epidemia de drogas em todo o mundo, Guterres disse que a situação “é alarmante” e que “é dever de todos agir, e agir neste momento”.

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em evento organizado pelo seu país sobre narcóticos.
Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em evento organizado pelo seu país sobre narcóticos. , by Foto ONU/Mark Garten

O secretário-geral destacou várias estatísticas, como os níveis recorde de produção de ópio e cocaína e as 450 mil pessoas que morrem devido a overdose por ano. Apenas uma em cada seis pessoas que precisa de tratamento tem acesso a este recurso.

Ação

Para resolver o problema, Guterres afirmou que é necessário atuar em duas áreas: combate ao tráfico e tratamento de pessoas com dependência.

Segundo ele, “os consumidores são primeiro, e acima de tudo, vítimas”.

O secretário-geral disse que estes dois princípios guiaram a sua ação enquanto primeiro-ministro de Portugal nos anos 90, quando Portugal tinha uma das taxas de mortalidade mais altas de dependência de estupefacientes.

Segundo ele, esta política resultou e o número de dependentes problemáticos desceu 50%. Hoje, Portugal tem uma das taxas mais baixas de mortalidade de toda a Europa.

Cooperação

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, começou por agradecer a presença de Guterres, dizendo que o secretário-geral se tornou “um bom amigo”. Para ele, o potencial das Nações Unidas “começa, de forma lenta, mas segura, a ser cumprido”. 

Trump disse que “o flagelo da dependência de drogas continua a roubar muitas vidas nos Estados Unidos e em nações de todo o mundo”. Segundo ele, esta segunda-feira, “a comunidade internacional comprometeu-se a combater, de forma unida, a epidemia de drogas”.

No mês passado, os Estados Unidos lançaram o Apelo à Ação Global Para o Problema Mundial das Drogas. O presidente norte-americano explicou que o objetivo é reduzir a procura, cortar a oferta, expandir o tratamento e fortalecer a cooperação internacional.

Trump acredita que, “se todos os países derem estes passos em conjunto, podem ser salvas inúmeras vidas em todo o mundo”.

Veja neste vídeo, em inglês, os discursos de António Guterres e Donald Trump:

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud