ONU pede a Estados-membros que ajudem a financiar agência que apoia refugiados palestinos

1 setembro 2018

Em nota, porta-voz do secretário-geral lamentou decisão dos Estados Unidos de não financiar mais a Agência da Assistência aos Refugiados Palestinos, Unrwa; país era o principal doador.

O porta-voz do secretário-geral disse esta sexta-feira que a ONU lamenta a decisão dos Estados Unidos de não financiar mais a Agência da Assistência aos Refugiados Palestinos, Unrwa.

Em nota, Stephane Dujarric diz que a agência “presta serviços essenciais aos refugiados palestinos e contribui para a estabilidade da região.”

Guterres pediu ajuda de outros países. by ONU/Mark Garten

Reformas

O porta-voz lembra que os Estados Unidos têm sido o maior doador da Unrwa e agradece o apoio ao longo de todos estes anos.

Segundo a nota, a agência “mantem a confiança total do secretário-geral”. O comissário Pierre Krahenbuhl “liderou um esforço rápido, inovador e sem poupar esforços para ultrapassar a inesperada crise financeira enfrentada este ano.”

A agência expandiu a sua base de doadores, angariou considerável novo financiamento e explorou novas formas de apoio. Além disso, tomou medidas extraordinárias para aumentar a sua eficiência e reduzir custos.

Trabalho

O porta-voz afirma que a Unrwa “tem um historial forte de prestar serviços de educação, saúde e outros de alta qualidade, em circunstâncias por vezes extremamente difíceis, para refugiados palestinos com muitas necessidades.”

No final, o secretário-geral pede que outros países ajudem a preencher a lacuna financeira, para que “a Unrwa possa continuar a fornecer essa assistência vital e um senso de esperança para essa população vulnerável.”