ONU preocupada com últimos acontecimentos na Venezuela
BR

6 agosto 2018

Presidente do país, Nicolás Maduro, diz ter sofrido tentativa de assassinato no sábado durante um evento público em Caracas, capital do país; chefe da ONU pede consenso para resolver os muitos problemas da nação sul-americana e proteger os direitos humanos dos venezuelanos.

O secretário-geral está preocupado com os últimos acontecimentos na Venezuela e rejeita todos os atos de violência no país, disse o seu vice-porta-voz, Farhan Haq, esta segunda-feira.

Segundo agências de notícias, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou ter sofrido um atentado durante uma cerimônia militar na capital Caracas.

Direitos humanos

Ao ser perguntado jornalistas na sede da ONU, em Nova Iorque, Farhan Haq disse que “o secretário-geral pede, uma vez mais, que os atores nacionais façam todos os esforços para alcançar um consenso”.

O chefe da ONU acredita que esse consenso é necessário “para resolver os muitos desafios do país, respeitando os direitos humanos de todos os venezuelanos e de acordo com a lei.”

O porta-voz afirmou ainda que as Nações Unidas “encorajam todos os países vizinhos a colaborar uns com os outros.”

Segundo agências de notícias, seis suspeitos já foram detidos e Maduro prometeu “punição máxima.”

Assista ao vídeo do porta-voz sobre o tema (em inglês).