ONU pede calma no Zimbábue após protestos violentos depois de votação

2 agosto 2018

Onda de violência na capital do país causou três mortos na quarta-feira, segundo agências de notícias; António Guterres pede que qualquer disputa sobre o resultado da eleição oriental seja resolvida através de meios pacíficos e de acordo com a lei.

O secretário-geral da ONU está preocupado com relatos de violência em Harare, capital do Zimbábue, após as eleições de 30 de julho.

Segundo agências de notícias, esta é a primeira votação no país desde o afastamento do ex-presidente Robert Mugabe em novembro do ano passado. A recente onda de violência causou três mortos na quarta-feira.

Resultados

Em nota publicada pelo seu porta-voz, António Guterres recorda os compromissos assumidos pelas várias partes no Código de Conduta para assegurar um processo eleitoral pacífico e ordeiro.”

Secretário-geral da ONU, António Guterres.
Secretário-geral da ONU, António Guterres. , by ONU/Loey Felipe

O chefe da ONU pede que “os líderes políticos e a população exerçam moderação e rejeitem qualquer forma de violência enquanto aguardam o anúncio dos resultados eleitorais.”

Guterres apela ainda aos líderes políticos e candidatos que resolvam  qualquer disputa através de meios pacíficos e de acordo com a lei.

Na quinta-feira, agências de notícias informaram que o centro da cidade estava calmo. O anúncio dos resultados eram esperados durante à noite.

 Desenvolvimento

O secretário-geral acredita que essas eleições “marcam um importante passo no desenvolvimento democrático do Zimbábue” e ressalta “o espírito pacífico e democrático, que foi elogiado pelos observadores nacionais e internacionais, durante a votação”.

No final, ele destaca o compromisso do povo do país em aprofundar a democracia e o foco renovado no desenvolvimento da nação.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud