Escolas de São Paulo são as primeiras a adotar Objetivos da ONU em currículo
BR

31 julho 2018

Parceria da Secretaria Municipal de Educação e a Unesco foi apresentada em reunião de ministros da América Latina e Caribe; alunos da rede pública aprenderão sobre os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável como parte da grade escolar.      

Uma parceria da Prefeitura Municipal de São Paulo com a ONU levou a Agenda 2030, de desenvolvimento sustentável, ao currículo escolar da rede pública de ensino.

O anúncio foi feito pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, e pela Secretaria Municipal de Educação, em São Paulo.

Metas

Com isso, os alunos conhecerão os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e as 169 metas que deverão ser cumpridas por todos os países até 2030.

A coordenadora de educação da Unesco no Brasil, Rebeca Otero, contou à ONU News como a parceria vai funcionar.

“Este currículo foi pautado na nova base nacional curricular comum no Brasil e também nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Estes 17 Objetivos são colocados no currículo de uma forma transversal por todas as disciplinas e também relacionados com todos os objetivos de aprendizagem existentes dentro do currículo. Esta iniciativa é uma iniciativa da Unesco Brasil junto à Secretaria Municipal de Educação de São Paulo. E nós agora estamos na fase de implementação deste currículo, onde vamos fazer a formação dos docentes e vamos também monitorar como a implementação deste currículo se dá no nível das escolas.”

Cidade pioneira

Segundo a Unesco, a cidade de São Paulo foi pioneira no projeto de incluir os Objetivos Sustentáveis também chamados de ODSs no currículo escolar.  

A experiência foi apresentada, na semana passada, antes da 2ª Reunião Regional de Ministros de Educação da América Latina e Caribe, realizada em Cochabamba, na Bolívia.

A iniciativa espera formar cidadãos globais num grande esforço de todos para se alcançar os ODSs.

Para a coordenadora de Educação da UNESCO no Brasil, Rebeca Otero, “o processo de construção do novo currículo realizado pela Secretaria Municipal de Educação de São Paulo pode ser replicado inclusive em outros lugares do mundo”.

Ela afirma que aproveitar a discussão mundial sobre os ODS, que teve a participação de especialistas de todo o mundo e foi acordada pelos Estados-membros da ONU, é uma ideia acertada quando se pensa em Educação para o Desenvolvimento Sustentável e para a Cidadania Global.

*Com informações da Unesco no Brasil.

 

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema