Guterres quer punição para autores de ataques que mataram mais de 200 na Síria

26 julho 2018

Secretário-geral expressa choque com “total desrespeito pela vida humana” mostrado pelo grupo terrorista Isil; segundo agências de notícias, funerais em massa estão sendo realizados na cidade de Sweida, no sudoeste da Síria.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, condenou com veemência os ataques terroristas ocorridos esta quarta-feira na cidade de Sweida, na Síria.

Segundo agências de notícias, mais de 200 pessoas morreram. Nesta quinta-feira, estão sendo realizados funerais em massa na província, que fica no sudoeste do país.

Atentados Suicidas

Em nota, emitida pelo seu porta-voz, António Guterres disse estar chocado com o total desrespeito pela vida humana mostrado pelo grupo terrorista Estado Islâmico do Iraque e do Levante, Isil, que assumiu a autoria dos atentados.

Os ataques, aparentemente coordenados, incluíram atentados suicidas realizados em várias aldeias sírias e na capital da província de Sweida.

O chefe da ONU expressou solidariedade às famílias das vítimas e desejou rápida recuperação dos feridos.

A nota destaca ainda que os responsáveis pelos ataques devem ser responsabilizados.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud