ONU pede prevenção após incêndios florestais que mataram 80 na Grécia

26 julho 2018

Secretário-geral da ONU e representante especial para a Redução do Risco de Desastres mostraram solidariedade às vítimas; fogo começou a se alastrar na segunda-feira.

O secretário-geral das Nações Unidas expressou profundas condolências aos familiares das dezenas de vítimas fatais dos incêndios florestais na Grécia assim como ao governo no país.

Segundo o porta-voz de António Guterres, as agências humanitárias da ONU estão muito preocupadas com os incidentes, que causaram a morte de pelo menos 80 pessoas e feriram muitas mais.

Resposta

Stephane Dujarric disse que o chefe da ONU também “felicita a resposta nacional das autoridades gregas”.  Segundo ele, “as Nações Unidas estão prontas para apoiar o governo e os esforços internacionais para responder a este desastre”.

Representante especial Mami Mizutori., by Unisdr/Johnny Vargas

De acordo com agências de notícias, os incêndios começaram na segunda-feira, numa zona perto de Atenas chamada Atica. O incêndio é o pior no país em mais de uma década. 

Prevenção

Na quarta-feira, a representante especial do secretário-geral para a Redução do Risco de DesastresMami Mizutori, também mostrou solidariedade com as vítimas.

Em nota, Mizutori disse que “esta é uma tragédia verdadeiramente dolorosa” e ofereceu as suas “sinceras condolências ao governo e às pessoas neste momento difícil, enquanto continua a busca pelos desaparecidos”.

Segundo ela, “não há dúvida de que o risco de incêndio está aumentando em todo o mundo, impulsionado pelas temperaturas altas, períodos prolongados de seca e construção de habitações em zonas de floresta”.

Mizutori acredita que o mundo “deve aos que perderam a vida na Grécia, e em outros lugares, intensificar os esforços para combater e prevenir os incêndios florestais”.

Risco

Ela lembra que as perdas globais de incêndios atingiram níveis recorde no ano passado e que poucas partes do mundo serão poupadas, à medida que a ameaça da mudança climática cresce.

Nos últimos anos, a extensão das áreas queimadas em regiões como o oeste dos Estados Unidos, sudeste da Austrália e Europa aumentou dramaticamente. Este ano, a Suécia também sofreu grandes incêndios florestais.

Em 2017, aconteceu um elevado número de incêndios com vítimas mortais na Europa, incluindo Portugal, Espanha e Itália.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud