Guterres anuncia criação de painel de alto nível sobre cooperação digital
BR

12 julho 2018

Grupo reunirá mulheres e homens que se destacam nas áreas de tecnologia, política pública, ciências e na academia; Melinda Gates, dos Estados Unidos;  Jack Ma, da China e o brasileiro Edson Prestes estão entre os mais de 20 participantes.

O secretário-geral das Nações Unidas anunciou, nesta quinta-feira, a criação de um Painel de Alto Nível sobre Cooperação Digital.

António Guterres lembrou que a internet está mudando, de forma veloz, economias e sociedades.

Brasil

Foram convidados para integrar o Painel, mais de 20 participantes na linha de frente da tecnologia e ciências, além de política pública e academia.

O grupo será presidido por Melinda Gates, dos Estados Unidos, e pelo chinês Jack Ma, da empresa Alibaba, e contará com mais de 20 membros de vários países.*

O único representante de língua portuguesa é Edson Prestes, do Instituto de Informática da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, no Brasil.

Este será o primeiro painel desta natureza sobre o tema. Para Guterres, as transformações trazidas pela internet não têm precedente. A tecnologia hoje alimenta vários aspectos da vida como relações pessoais, negócios e política.

Refugiados

Para o chefe da ONU, o mundo todo depende da rede mundial de computadores desde empreendedores de startups até refugiados com seus smartphones assim como avós, que como ele se comunicam com os netos pela internet, cruzando continentes.

Guterres também lembrou da inovação tecnológica para ajudar os países a acelerarem o progresso na área dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e o Acordo de Paris sobre mudança climática.

O secretário-geral afirma que a tecnologia e os avanços ocorrem rapidamente.

Ele citou a inteligência artificial e a robótica como um desses exemplos.

Ameaças cibernéticas

Mas para Guterres, a tecnologia e a inovação também têm um “lado sombrio”, que começa a ser encarado pelas pessoas como as ameaças cibernéticas, os riscos de uma guerra no espaço virtual e a ampliação do discurso de ódio, além de violações da privacidade.

Para responder, como comunidade global, a questões de segurança, igualdade, ética e direitos humanos na era digital, é preciso criar salvaguardas contra riscos e consequências não intencionais.

E sobre isso, Guterres diz ver a ONU como uma plataforma única para o diálogo na era digital. Ele acredita que pesquisadores, legisladores e agentes da sociedade civil além de cientistas sociais devem sentar-se a mesma mesa para discutir soluções.

Papel

O Painel de Alto Nível sobre Cooperação Digital deverá mapear as tendências das tecnologias digitais, identificar as brechas e oportunidades, além de delinear propostas para fortalecer a cooperação internacional.

O chefe da ONU concluiu dizendo que o painel deve entregar um relatório a ele sobre o tema em nove meses. Todos os integrantes servem ao painel, de forma individual, e não representam suas empresas ou países.

*Participantes:

Co-presidentes: Melinda Gates, Estados Unidos e Jack Ma, China

Integrantes: Mohammed Al Gergawi, Emirados Árabes Unidos.

Yuichiro Anzai, Japão.

Nikolai Astrup, Noruega,

Vinton Cerf e Fadi Chehadé, Estados Unidos.

Isabel Guerrero Pulgar, Chile.

Marina Kaljurand, Estônia.

Bogolo Kenewendo, Botsuana.

Akaliza Keza Ntwari, Ruanda.

Marina Kolesnik, Rússia.

Doris Leuthard, Suíça.

Cathy Mulligan, Reino Unido.  

Edson Prestes, Brasil.

Kira Radinsky, Israel.

Nanjira Sambuli, Quênia

Sophie Soowon Eom, Coreia do Sul.  

Dhananjayan Sriskandarajah, Austrália.

Jean Tirole, França.

Ex officio:

Amandeep Singh Gill, Índia

Jovan Kurbalija, Sérvia.  

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud