ONU condena ataque a mediadores da Igreja Católica na Nicarágua BR

Desde abril, Nicarágua enfrenta uma onda de protestos contra o governo.
Álvaro Navarro/Artículo 66
Desde abril, Nicarágua enfrenta uma onda de protestos contra o governo.

ONU condena ataque a mediadores da Igreja Católica na Nicarágua

Paz e segurança

Em nota, secretário-geral pediu a todos que respeitem o papel dos mediadores para evitarem atos de violência e participarem no debate e diálogo nacionais.

As Nações Unidas condenaram um ataque a bispos e mediadores da Igreja Católica na Nicarágua, realizado por grupos armados no último dia 9.

Em nota, emitida pelo seu porta-voz, o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, disse que está profundamente preocupado com a intensificação da violência no país centro-americano.

O chefe da ONU pediu a todos que respeitem o papel dos mediadores e que evitem usar a violência
O chefe da ONU pediu a todos que respeitem o papel dos mediadores e que evitem usar a violência, by ONU/Evan Schneider

Solução pacífica

Guterres condenou a perda de vida em protestos e no ataque contra interlocutores da Igreja Católica nicaraguense que participam no Diálogo Nacional.

O chefe da ONU pediu a todos que respeitem o papel dos mediadores e que evitem usar a violência. Para Guterres, todos precisam participar do Diálogo Nacional para acabar com a violência e encontrar uma solução pacífica e duradoura para a crise política na Nicarágua.

Já no início deste mês, o alto comissário de direitos humanos da ONU, Zeid Al Hussein, pediu às autoridades nicaraguenses que tomem “passos necessários” para evitar mais perdas de vidas.

Apresentação: Monica Grayley.