Novo medicamento para prevenir hemorragia pós-parto pode salvar milhares de vidas
BR

28 junho 2018

Estudo liderado pela Organização Mundial da Saúde, OMS, mostra eficácia da droga carbetocina, que pode ser armazenada sem refrigeração; aproximadamente 70 mil mulheres morrem por ano devido à hemorragia após o parto, o que coloca também em risco a vida dos bebês.

Um estudo liderado pela Organização Mundial da Saúde, OMS, mostra a eficácia de uma nova formulação da droga carbetocina para prevenir a hemorragia pós-parto, com o potencial de salvar milhares de vidas, especialmente nos países mais pobres.

A OMS explica que tem recomendado a ocitocina como a primeira opção para prevenir o sangramento excessivo após o nascimento do bebê. Mas a ocitocina precisa ser armazenada e transportada em uma temperatura entre 2 e 8 graus Celsius, o que é muito difícil em alguns países, principalmente em regiões onde faz muito calor.

Armazenamento

O estudo publicado no New England Journal of Medicine mostra que a nova formulação da carbetocina não precisa de refrigeração, sendo que a eficácia da droga é mantida por até três anos numa temperatura de 30 graus Celsius e com 75% de humidade.

O diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, explica que a descoberta pode “revolucionar a capacidade de manter mães e bebês vivos”. A hemorragia pós-parto mata aproximadamente 70 mil mulheres por ano, aumentando o risco dos seus bebês morrerem no primeiro mês de vida.

Próximos passos

O estudo foi o maior já feito com a carbetocina até agora, com 30 mil mulheres que fizeram parto natural em 10 países, incluindo África do Sul, Argentina, Egito, Índia e Reino Unido.

A OMS explica que esse tipo de carbetocina ainda não tem a aprovação de ser utilizada fora de estudos clínicos. O próximo passo é fazer uma revisão regulatória da droga e receber a aprovação dos países para o seu uso.

Apresentação: Leda Letra.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud