Angelina Jolie: Mossul Ocidental é o local mais arrasado que já visitei com o Acnur
BR

18 junho 2018

Enviada especial da Agência da ONU para Refugiados esteve na cidade no sábado, 16; ela viu corpos soterrados em escombros de prédios destruídos por bombardeios; ofensiva militar para recuperar a área do poder do rebeldes ocorreu entre em junho e julho de 2017.

A enviada especial da Agência da ONU para Refugiados, Acnur, Angelina Jolie, visitou, no sábado, a cidade de Mossul Ocidental, no Iraque. Foi a quinta viagem da atriz do Hollywood ao país.

Ela chegou ao local um ano após a libertação da cidade da mão de extremistas do grupo terrorista Isil. A ofensiva militar ocorreu entre junho e julho de 2017.

Bombardeios

Angelina Jolie afirmou que desde que começou a trabalhar com o Acnur já realizou 61 missões. Mas o que viu em Mossul Ocidental foi mais chocante que todas as visitas anteriores.

Ela disse que este é o local mais arrasado em que já estive com o Acnur. Jolie percorreu as ruas da cidade onde viu corpos soterrados em prédios bombardeados na Cidade Velha. Ela esteve no local um dia após o feriado do Eid al-Fitr, que marca o fim do mês de jejum dos muçulmanos, o ramadã.

Angelina Jolie encontrou-se com famílias deslocadas pelo conflito. Ela conversou ainda com os que tentam reconstruir suas casas e suas vidas após retornar ao local.

A atriz conheceu os pais de uma menina de 17 anos que perdeu as pernas ao ser atingida por um morteiro. Ao chegar ao hospital, o socorro foi negado e a menina perdeu tanto sangue que acabou morrendo.

Punições

Os homens com quem ela conversou falaram de “chicotadas e punições dadas pelos extremistas”. Já as meninas relataram sobre os anos em que não puderam ir à escola e viram pessoas morrer com medo de sair de casa.”

Mossul Ocidental ficou três anos controlada pelo grupo terrorista Estado Islâmico do Iraque e do Levante, Isil. O Acnur considera a operação militar para recuperar a cidade a “maior e mais longa batalha urbana desde a Segunda Guerra Mundial”.

A agência da ONU diz ainda que os civis enfrentaram bombardeios, ataques de artilharia, fogo cruzado e franco-atiradores.

Confira o vídeo do Acnur, em inglês, que mostra a visita de  Angelina Jolie a cidade de Mossul Ocidental, no Iraque.

Combates

Centenas de milhares de pessoas ficaram sitiadas, foram usadas como escudos humanos ou alvejadas enquanto fugiam da cidade.  Muitos moradores começaram a retornar, aos poucos, para um “cenário de completa destruição” e relatam “trauma psicológico sem precedentes”.

Vários iraquianos estão recebendo assistência do Acnur em dinheiro para reconstruir suas casas. A agência também ajuda na busca de documentos confiscados, destruídos ou negados durante a ocupação.

Angelina Jolie visitou ao mesquita de Al-Nuri e viu a destruição de perto. Ela contou que as pessoas perderam tudo, não têm remédios nem serviços básicos como água corrente.

Voluntariado

A atriz e enviada especial do Acnur contou que os iraquianos de Mossul Ocidental  estão tristes e traumatizados, mas também esperançosos “limpando suas casas com suas próprias mãos, e se voluntariando para ajudar outros”. 

Para a enviada especial, “o deslocamento ainda acontece. Os acampamentos perto da cidade ainda estão cheios” além de áreas inteiras de Mossul Oriental que “continuam arrasadas”. Para Jolie é essencial permitir que as pessoas retornem para a futura estabilidade do Iraque e da região.

O apelo a toda a comunidade internacional é que não se esqueça de Mossul e não desvie a sua atenção dos iraquianos que vivem ali, e que o perigo é que haja um vazio na cidade.

Apresentação: Monica Grayley.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud