Acnur quer desembarque imediato de centenas de migrantes retidos entre Itália e Malta

11 junho 2018

Navio de resgate Aquário tem pelo menos 629 pessoas desde sábado; mais de 100 crianças estão na embarcação que se encontra entre os dois países.

A Agência da ONU para Refugiados, Acnur, apelou aos “governos interessados” no mar Mediterrâneo que ​​deixem desembarcar imediatamente centenas de pessoas retidas desde sábado a bordo do navio de resgate Aquário.

Nesta segunda-feira, a agência revelou que pelo menos 629 pessoas estão na embarcação, incluindo mais de 100 crianças. O navio se encontra nas águas de Malta e da Itália. Segundo o Acnur “até agora nenhum país aceitou permitir o desembarque”.

Operações

Agências de notícias informaram que os ocupantes teriam sido recolhidos em seis diferentes operações de resgate na costa da Líbia. De acordo com os relatos, autoridades italianas recusaram-se a recebê-los no país e pedem que Malta os acolha.

Em sua conta no Twitter, o porta-voz da Organização Internacional para Migrações, Flavio di Giacomo, destacou que 790 imigrantes foram resgatados no domingo pela Guarda Costeira Italiana.

Segundo o Acnur, pelo menos 629 pessoas estão na embarcação, incluindo mais de 100 crianças. 

Ajuda

Para enviado especial do Acnur para o Mediterrâneo Central, Vincent Cochetel, a situação humanitária é urgente. Ele mencionou que as “pessoas estão em perigo, sem provisões e precisam de ajuda rápida”.

O representante disse haver questões mais abrangentes, como responsabilidades e como estas “podem ser melhor divididas entre os Estados. Para ele, estes pontos devem ser analisados mais adiante ”.

Para Cochetel, “fundamentalmente, o princípio do resgate no mar não deve ser posto em dúvida”.

Ele pediu ação de outros governos para apoiar os países que lidam com a chegada pelos mares, que “poderia incluir um mecanismo previsível em toda a região para o desembarque, com base na boa cooperação entre os Estados e outros atores relevantes. ”

Apresentação: Eleutério Guevane.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud