FMI diz que negociações com Argentina estão “bem avançadas”
BR

4 junho 2018

Fundo Monetário Internacional emitiu nota nesta segunda-feira após solicitação do governo de Mauricio Macri para que o órgão financeiro apoie o plano econômico do país sul-americano.

As conversações entre o Governo da Argentina e o Fundo Monetário Internacional estão numa etapa “avançada”, segundo informações do diretor do Departamento do Hemisfério Ocidental do FMI.

Em nota, emitida nesta segunda-feira, Alejandro Werner, confirmou o pedido da Argentina para que o órgão apoie o plano econômico do país.

Resposta

Werner contou que os técnicos do FMI têm mantido “um diálogo construtivo” em resposta à solicitação de suporte financeiro realizada pelo governo do presidente argentino Mauricio Macri.

O diretor do Fundo também afirmou que a cooperação com a Argentina será guiada pelas prioridades do governo. Será dada ainda uma atenção especial à proteção social das camadas mais frágeis da população, além de reforçar a economia local.

O FMI citou as recentes turbulências do mercado financeiro como uma das causas para as dificuldades enfrentadas no contexto argentino.

Christine Lagarde. Foto: FMI/Stephen Jaffe
Christine Lagarde. Foto: FMI/Stephen Jaffe

Meta

De acordo com agências internacionais, o presidente argentino, Mauricio Macri, conversou, no início de maio, com a diretora-gerente do FMI, Christine Lagarde, sobre o pedido ao órgão.

A proposta argentina é de reforçar o crescimento e desenvolvimento do país evitando eventuais crises.

No ano passado, a inflação argentina foi de 25%. Este ano, o Banco Central do país fixou uma meta de 15%.

Apresentação: Monica Grayley

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud