Chefe do PMA vê “trabalho árduo” para fazer a diferença na Coreia do Norte

11 maio 2018

David Beasley termina visita destacando esforços de Pyongyang para alcançar segurança alimentar e melhorar nutrição; agência tenta apoiar 650 mil pessoas por mês na nação, onde atua há 23 anos.

O diretor executivo do Programa Mundial de Alimentação, PMA, completou esta sexta-feira uma visita oficial de três dias à Coreia do Norte como parte da digressão ao sudeste asiático.

Em nota, David Beasley afirma que depois de “ouvir, olhar e aprender de mente aberta”, a visita foi uma “oportunidade, em primeira mão, de avaliar as necessidades e as operações do PMA no terreno”.

Segurança Alimentar

O chefe do PMA disse estar otimista, “mesmo com os desafios significativos”. Na Coreia do Norte. Beasley contou que assistiu ao “trabalho duro para se alcançar a segurança alimentar e a boa nutrição”.

FAO/Cristina Coslet.
PMA abordou iniciativas apoiadas pela agência em várias regiões rurais norte-coreanas.

 

A agência atua no país há 23 anos, um período em que para Beasley houve “muito progresso, mas ainda há muito trabalho pela frente. ”

O chefe do PMA defende que é preciso dar ajuda humanitária contínua, especialmente quando se trata de atender necessidades nutricionais de mães e de crianças pequenas. Ele disse acreditar que “com muito trabalho e apoio de todo o mundo, pode-se fazer a diferença. ”

Iniciativas

Em Pyongyang, Beasley reuniu-se com funcionários do governo e visitou iniciativas apoiadas pela agência em várias regiões rurais norte-coreanas.

A visita ao campo incluiu projetos alimentares, um centro infantil e uma fábrica local onde o PMA produz biscoitos fortificados para as suas iniciativas.

A agência tenta apoiar cerca de 650 mil mulheres e crianças norte-coreanas por mês. O auxílio inclui cereais altamente nutritivos e biscoitos fortificados para atender necessidades nutricionais.

A falta de financiamento já obrigou o PMA a reduzir, e em alguns casos, até a suspender o seu apoio aos necessitados.

Apresentação: Eleutério Guevane.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud