Setor agrícola perdeu US$ 96 bilhões devido a desastres naturais

16 março 2018

Estudo da FAO mostra que metade do prejuízo aconteceu na Ásia; seca é o evento climático que mais ameaça as plantações, as florestas e os animais; pestes e doenças também interferem na agricultura.

Agricultores de países em desenvolvimento estão perdendo bilhões de dólares por ano devido a desastres naturais. A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, divulgou um novo estudo focando em eventos do clima que ocorreram entre 2005 e 2015.

No período, houve prejuízo de US$ 96 bilhões em danos causados a plantações e também à criação de gado e de outros animais.

Enchentes e incêndios

Segundo a FAO, a seca foi um dos eventos do clima que mais causou danos à agricultura, estimados em US$ 29 bilhões. O levantamento da FAO mostra também que enchentes geraram danos econômicos de US$ 19 bilhões.

Foram avaliados ainda os impactos de terremotos, deslizamentos de terra, temperaturas extremas, incêndios e infestações de pragas.

América Latina

Metade do valor, US$ 48 bilhões, foram perdidos na Ásia. Na sequência vem a África, com perdas de US$ 26 bilhões. Já a América Latina teve prejuízo de US$ 22 bilhões.

O diretor-geral da FAO, José Graziano da Silva, declarou que o setor agrícola enfrenta vários riscos: volatilidade do clima e do mercado, problemas com pragas e doenças e eventos naturais extremos, além de crises e conflitos.

Segundo ele, isso virou “a nova norma” e o “impacto da mudança climática vai aumentar essas ameaças e desafios”.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud