CSW 62: Brasil destaca “momento histórico” por fazer ouvir a voz de mulheres lusófonas

13 março 2018

País está sendo representado pela secretária de Política para as Mulheres, Fátima Pelaes, que deverá entregar ainda a mensagem da Comunidade de Países de Língua Portuguesa, Cplp, que está sendo presidida pelo Brasil.

A secretária especial de Políticas para as Mulheres, Fátima Pelaes, revelou sua expectativa sobre a maior reunião sobre os direitos das mulheres no mundo, a Comissão sobre o Estatuto da Mulher, a CSW.  Ela está em Nova Iorque na sede da ONU e conversou com a ONU News antes da abertura da 62ª. Sessão da CSW, no hall da Assembleia Geral.

Cplp e Brasil

“Muito positiva. Nós vamos, pela primeira vez, falar pelo bloco da Cplp, que é então  um momento histórico e vamos falar pelo Brasil. É importante esse tema das mulheres rurais porque nós precisamos avançar em algumas questões como a questão da terra e no Brasil temos políticas públicas voltadas à mulher rural. É muita positiva a expectativa e muito boa.”

Esta semana, as chefes das delegações dos países do bloco ao encontro devem se reunir para falar da sua situação.

Igualdade

Até 23 de março, a 62ª Sessão da CSW destaca desafios e oportunidades para alcançar a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres e meninas rurais no mundo.

A ideia é sublinhar a participação e o acesso feminino aos meios de comunicação social, tecnologias de informação e comunicação e seu impacto para impulsionar o avanço e o empoderamento das mulheres.

A 62ª Sessão da Comissão sobre o Estatuto das Mulheres das Nações Unidas, CSW, termina em 23 de março.

Apresentação: Eleutério Guevane.