Unicef: progresso evitou 25 milhões de casamentos infantis na última década

5 março 2018

As maiores reduções foram feitas do sul da Ásia; Unicef estima que se nada for feito, 150 milhões meninas casarão até 2030.

A prevalência do casamento infantil está a diminuir em todo mundo, disse esta segunda-feira o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef. Na última década, foram evitados 25 milhões de casamentos de menores de idade.

A agência da ONU informou que a proporção de mulheres que se casam enquanto crianças diminuiu 15% na última década, descendo de uma em quatro meninas para, aproximadamente, uma em cada cinco.

Regiões

A maior queda aconteceu no sul da Ásia, onde caiu quase um terço. Há 10 anos, quase metade das meninas desta região se casavam antes dos 18 anos. Agora, são cerca de 30%.

Por outro lado, cresceu o peso global da África Subsaariana. De todas as noivas crianças, cerca de uma em cada três mora nesta região. Há 10 anos, eram apenas uma em cada cinco. Apesar disso, houve progresso no continente africano. Na Nigéria, por exemplo, a prática reduziu-se em quase um terço.

Assista ao vídeo do Unicef Portugal sobre o tema:

O Unicef diz que as razões da mudança são “o aumento das taxas de educação, os investimentos do governo em adolescentes e em campanhas públicas sobre a ilegalidade do casamento infantil e os seus danos.”

Perigos

A conselheira principal para as questões do género, Anju Malhotra, explica que "uma menina que é forçada a casar enfrenta consequências imediatas e ao longo de toda a vida.”

Segundo Malhotra, elas têm menos possibilidades de terminar a escola e mais probabilidades de serem vítimas de abuso, de sofrerem complicações durante a gravidez e de continuarem ciclos de pobreza por várias gerações.

A especialista diz que esta redução é bem-vinda, mas que “ainda existe um longo caminho a percorrer".

Agenda 2030

O Unicef acredita que 12 milhões de meninas ainda se casem todos os anos. Terminar com esta prática até 2030 é uma das metas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. A agência da ONU alerta, no entanto, que é preciso acelerar os esforços.

A conselheira principal do Unicef afirmou que “o mundo comprometeu-se a acabar com o casamento infantil até 2030, e por isso tem de redobrar os esforços para evitar que milhões de meninas tenham a sua infância roubada devido a esta prática arrasadora.”

Em todo o mundo, cerca de 650 milhões de mulheres casaram-se antes dos 18 anos.  

Apresentação: Monica Grayley.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud