FAO e Telefónica fazem acordo para ajudar produtores com tecnologia no campo

12 fevereiro 2018

Iniciativa quer preparar agricultores para mudanças climáticas; sistemas de informação vão ajudar a escolher métodos de irrigação no chamado “corredor seco da América Central” e perceber movimentos de população.

Alexandre Soares, da ONU News em Nova Iorque.

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, e a empresa Telefónica assinaram um acordo para usar tecnologia na ajuda a agricultores em países em desenvolvimento. Dois projetos pilotos já estão sendo executados na Colômbia e em El Salvador.

As duas organizações pretendem estimular o desenvolvimento da agricultura, aumentar a segurança alimentar e preparar os agricultores para eventos climáticos extremos.

Mudanças climáticas

O acordo foi assinado esta segunda-feira, em Roma, pelo diretor da FAO, José Graziano da Silva, e uma representante da Telefónica, uma das maiores empresas de telecomunicações do mundo.

Graziano da Silva disse que "esta parceria vai ajudar a enfrentar os grandes desafios atuais, na luta contra a fome, a pobreza e os efeitos das mudanças climáticas na agricultura.”

O acordo tem uma duração inicial de três anos e vai concentrar-se em três áreas.

Internet

A primeira área é uma introdução da internet no dia a dia dos agricultores, para otimizar processos e fazer um uso mais eficiente dos recursos naturais.

O acordo prevê também o uso de “big data”, análise de grandes quantidades de informação, para perceber como é que as mudanças climáticas vão afetar os movimentos de população, sobretudo na América Central.

Por fim, a Telefónica vai incorporar nas suas plataformas de formação profissional material educacional da FAO, permitindo que esta informação chegue a todos aqueles que usam os seus sistemas.