Guterres diz que migração é algo positivo e que contribui para a sociedade
BR

16 janeiro 2018

Secretário-geral foi perguntado por jornalista sobre supostas declarações atribuídas ao presidente dos Estados Unidos ao se referir a migrantes de alguns países.

Monica Grayley, da ONU News em Nova Iorque.

O líder das Nações Unidas, António Guterres, afirmou que a migração é algo positivo, e que deve haver respeito pela diversidade.

O secretário-geral fez a declaração em resposta à pergunta de um jornalista durante a entrevista coletiva a correspondentes na sede da ONU, em Nova Iorque.

Pilar

Guterres foi perguntado sobre supostas declarações atribuídas ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ao se referir a migrantes de alguns países.

António Guterres disse que pelo que sabe o presidente dos Estados Unidos negou as declarações. Mas para ele, a posição da ONU é muito clara: é preciso manter relações mútuas de respeito com todos os povos do mundo. E para ele, os migrantes dão uma contribuição positiva para a sociedade. Guterres afirmou que o respeito a migrantes e à diversidade é um pilar da ONU.

Península Coreana

O chefe da ONU também foi perguntado sobre suas preocupações com a possibilidade de uma crise nuclear por causa das tensões na Península Coreana.

Ele lembrou que enviou o seu subsecretário-geral para Assuntos Políticos, Jeffrey Feltman, à Coreia do Norte, e que uma das preocupações é que as partes em questão entrem num diálogo direto.

União Africana

Antes da sessão de perguntas, António Guterres falou de algumas viagens que fará incluindo o encontro da União Africana em Adis Abeba, capital da Etiópia, onde será debatida a cooperação entre as duas organizações e a implementação da Agenda 2030, de desenvolvimento sustentável.

Ele contou que também visitará a Coreia do Sul, em fevereiro, para a abertura das Olimpíadas de inverno.

Ao falar de igualdade de gêneros, Guterres lembrou, que pela primeira vez na história da organização, existem mais mulheres que homens nos mais altos níveis de comando das Nações Unidas.

Embargo

Ao mencionar o conflito no Iêmen, o líder da ONU lembrou que existe um embargo de armas, que deve ser inteiramente respeitado por todos.

O secretário-geral também respondeu a perguntas sobre os conflitos na Síria, entre israelenses e palestinos e sobre cortes no orçamento das Nações Unidas, anunciados no fim do ano passado.

António Guterres iniciou a entrevista lembrando o alerta que fez no início do ano sobre as emergências atuais incluindo mudança climática, conflitos e violência, e disse que a união e a solidariedade são fundamentais para resolver os desafios.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud