OMS tem plano para acabar com epidemias em Madagáscar

9 janeiro 2018

Diretor-geral da Organização Mundial da Saúde visita país africano e sugere melhor acesso a cuidados de saúde, vigilância e implementação de regulamentações internacionais.

Diretor-geral da Organização Mundial da Saúde visita país africano e sugere melhor acesso a cuidados de saúde, vigilância e implementação de regulamentações internacionais.

Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque.

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde, OMS, realiza uma visita de três dias ao Madagáscar.

Tedros Ghebreyesus declarou que o arquipélago pode “fazer com que as epidemias se tornem um assunto do passado com investimentos estratégicos no sistema de saúde”.

Mortes

Entre as suas sugestões, estão a ampliar o acesso aos cuidados de saúde, melhorar a preparação e a vigilância sanitária além de implementar as Regulamentações Internacionais de Saúde.

O chefe da agência chegou ao Madagáscar no domingo, onde agradeceu às autoridades nacionais pela liderança e aos parceiros pelo apoio durante o recente surto das pragas bubônica e pneumocócica, que causaram mais de 200 mortes num período de quatro meses.

Controlo

O diretor-geral da OMS declarou que “o surto foi contido pelos esforços incansáveis dos trabalhadores de saúde do país” e ressaltou que a agência da ONU vai continuar apoiando o controle e a resposta aos casos.

Apesar do fim da fase aguda da epidemia ter sido declarado em novembro de 2017, a peste ocorre geralmente todos os anos, entre setembro e abril.

A OMS pede com urgência US$ 4 milhões para manter as operações de resposta nos próximos três meses. Quando o surto foi detectado em agosto do ano passado, a agência mobilizou rapidamente recursos financeiros e apoio técnico ao Madagáscar.

Mais de 4,4 mil pessoas foram treinadas para identificar e cuidar dos pacientes além de evitar que a doença se espalhasse.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud