ONU coordena resposta humanitária para dezenas de milhares de civis na Síria
BR

3 janeiro 2018

Falta de proteção a moradores no nordeste de Hama e sul de Idlib preocupa agências; aumento de ataques e confrontos na região causou centenas de pessoas e deslocamentos.

Monica Grayley, da ONU News em Nova Iorque.

As Nações Unidas estão profundamente preocupadas com a proteção de dezenas de milhares de civis na Síria.

A área crítica é o nordeste de Hama e o sul de Idlib, que estão sendo alvos de um aumento de ataques e confrontos, que resultaram na morte e ferimentos de mais de cem pessoas além de levar a deslocamentos forçados.

Lojas

A informação foi dada pelo vice-porta-voz do secretário-geral da ONU.

Farhan Haq contou que na terça-feira, sete pessoas morreram e pelo menos 18 ficaram feridas num bombardeio na parte rural de Idlib.

Neste mesmo dia, outras 25 pessoas ficaram feridas com o ataque a várias lojas na mesma área.

As agências humanitárias da ONU e parceiros estão coordenando uma resposta à região através de operações na fronteira com a Turquia. A prioridade é para abrigos, alimentos, suprimentos médicos, água e saneamento.

Ataques

A ONU lembrou a todas as partes do conflito que é obrigação legal o cuidado constante com civis e alvos civis.

Ainda no briefing diário a jornalistas, Haq afirmou que os ataques recentes a instalações de saúde dentro da Síria são motivo de extrema preocupação.

No dia 31 de dezembro, um hospital em Idlib foi danificado por um bombardeio.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud