Abrigos para deslocados na Somália estão sendo destruídos
BR

3 janeiro 2018

Representante da ONU no país muito preocupado com despejos de deslocados internos em Mogadíscio; mais de 4 mil famílias foram afetadas.

Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque.

Um representante sênior das Nações Unidas na Somália está muito preocupado com a destruição de assentamentos para deslocados internos na capital Mogadíscio.

Peter de Clercq declarou “profunda tristeza ao saber dos despejos”, realizados sem aviso prévio na região de Banadir. Ele é vice-representante especial do secretário-geral na Somália.

Perdas

Segundo de Clercq, “alguns desses civis caminharam longas distâncias fugindo da seca e do conflito na Somália”. Nos dias 29 e 30 de dezembro, foram destruídos 23 acampamentos para deslocados internos, abrigando mais de 4 mil famílias.

O também coordenador humanitário da ONU para a Somália e explicou que bens pessoais e meios de subsistência também foram perdidos, já que as pessoas não tiveram tempo de recolher suas coisas quando a destruição começou.

Famílias, incluindo crianças e idosos, estão sendo obrigadas a ficar ao ar livre. As equipes humanitárias trabalham com as autoridades para garantir soluções a esses somalis e entregar assistência.

Serviços Básicos

Peter de Clercq está preocupado também com a destruição de escolas, banheiros, estações de água, centros de saneamento e abrigos. Em toda a Somália, mais de 2 milhões de pessoas estão desalojadas por conta da seca e do conflito.

Somente no ano passado, 1 milhão precisaram sair de suas casas. Ao todo, o país tem 6,2 milhões de civis que precisam de assistência humanitária. O representante da ONU pede a todos os lados para proteger a população e ressalta que os trabalhadores humanitários estão prontos para cooperar e apoiar as autoridades neste sentido.

As taxas de desnutrição já atingiram níveis emergenciais em algumas regiões da Somália. Os deslocados internos estão com pouco acesso à comida e a serviços básicos e enfrentam ataques físicos, violência de gênero e restrições de movimento.

Notícias relacionadas:

Região do Corno de África em grande risco de sofrer impactos do La Niña

Unicef: nível de crianças vítimas de conflitos é chocante

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud