Na Grécia, Acnur consegue transferir dezenas de famílias refugiadas
BR

25 dezembro 2017

Grupo deixou de viver em tendas para encontrarem melhores condições em quartos de hotéis; agência da ONU destaca, no entanto, que assistência precisa ser acelerada.

Grupo deixou de viver em tendas para encontrarem melhores condições em quartos de hotéis; agência da ONU destaca, no entanto, que assistência precisa ser acelerada.

Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque.

Sibel* é uma refugiada da Síria que viveu por três meses em uma tenda pequena e úmida na ilha de Lesbos, na Grécia, com seus três filhos e um sobrinho. A filha mais nova dela, Ran, esteve doente e a família enfrentava falta de saneamento e pouco acesso à água.

Com a ajuda da Agência da ONU para Refugiados, Acnur, a família conseguiu ser transferida para um hotel. Dezenas de famílias de refugiados que estão na Grécia foram beneficiadas.

Centros de Acolhida

Sibel contou ao Acnur estar contente de poder, finalmente, dar um banho com água quente nos filhos. A agência da ONU continua muito preocupada com a situação dos refugiados e migrantes nas ilhas gregas, em particular Lesbos, Chios e Samos.

O Acnur destaca que a ajuda na área precisa ser intensificada com rapidez. Desde meados de outubro, 6 mil requerentes de asilo saíram das ilhas gregas com apoio do Acnur. A ideia é retirar dos centros de acolhida os mais vulneráveis e transferi-los para locais seguros com a chegada do inverno.

Cerca de 10 mil refugiados continuam morando nos centros geridos pelo governo grego e esses locais já estão com a capacidade no limite.

*Os nomes foram trocados para proteger a identidade da refugiada.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud