Chefe das Missões de Paz visita sobreviventes do ataque na RD Congo

13 dezembro 2017

Jean-Pierre Lacroix também reuniu-se com familiares dos falecidos neste fim de semana; ataque, que matou 14 tanzanianos, é considerado o pior a soldados de paz na história recente das Nações Unidas.

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.*

O subsecretário-geral das Operações de Paz da ONU agradeceu esta quarta-feira a boinas-azuis que sobreviveram ao ataque ocorrido na última quinta-feira na República Democrática do Congo, RD Congo.

Jean-Pierre Lacroix visitou as vítimas no hospital de Nakasero, na capital ugandesa Kampala. A cada um dos feridos reconheceu o seu serviço e desejou melhoras.

Rebeldes

Pelo menos 14 soldados da paz foram mortos num ataque a uma base de operações da Companhia de Estabilização da Missão da ONU na República Democrática do Congo, Monusco, em Semuliki, no Kivu do Norte.

Presume-se que os autores do “pior ataque aos soldados de paz da história recente das Nações Unidas” sejam rebeldes das Forças Democráticas Aliadas, ADF.

Lacroix deve encontrar-se com as famílias dos falecidos durante o fim de semana na Tanzânia. Os corpos das vítimas foram transladados para o país na segunda-feira e recebidos pelas autoridades tanzanianas.

*Apresentação: Monica Grayley.

Notícias relacionadas:

Vídeo: António Guterres anuncia morte de 14 soldados da ONU (em inglês)

“Pior ataque da história recente” mata 14 soldados da ONU na RD Congo

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud