FAO alerta para aumento da degradação dos solos a nível mundial
BR

5 dezembro 2017

Dia Mundial do Solo comemora-se nesta terça-feira; degradação do solo já obrigou migração de 10 milhões de pessoas no mundo; agricultores devem produzir 49% de alimentos a mais até 2050 para resolver o problema.

Manuel Matola, ONU News, em Nova Iorque.

A Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, FAO, alerta para o aumento da degradação dos solos, a nível mundial, devido às práticas inadequadas de manuseamento da terra. Segundo a FAO, aproximadamente 33% dos solos globais são degradados.

O alerta foi lançado por ocasião do Dia Mundial do Solo, que se comemora esta terça-feira, sob lema "Cuidar do planeta começa a partir do solo".

Papel essencial

Em nota, a FAO e a Parceria Global Soil lembram que as práticas inapropriadas e a pressão do ser humano estão a intensificar a degradação dos solos, apesar do papel essencial que o solo desempenha nos meios de subsistência humana.

Segundo estimavas da organização, mais de 10 milhões de pessoas já abandonaram os seus países de origem devido a questões ambientais como a seca, erosão do solo, desertificação e desmatamento.

Até 2050, a população mundial deverá atingir os 9 mil milhões, o que obrigará os agricultores a produzirem pelo menos 49% de alimentos sob um clima cada vez mais variável e difícil de prever.

O Dia Mundial do Solo é comemorado anualmente a 5 de dezembro como forma de chamar  atenção para a importância de se defender o manuseamento sustentável dos recursos do solo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud