Grupo chinês lança parceria global com PMA para ajudar sírios
BR

21 novembro 2017

Iniciativa global de US$ 5 milhões foi assinada pelo Programa Mundial de Alimentos, PMA, e o conglomerado chinês em Pequim; contribuição vai apoiar assistência a sírios em situação vulnerável durante três anos na Turquia, no Líbano e na Jordânia, além da própria Síria.

Laura Gelbert Delgado, da ONU News em Nova Iorque.

Uma parceria global de US$ 5 milhões foi anunciada pelo Programa Mundial de Alimentos, PMA, e o grupo HNA, da China, para fornecer assistência alimentar vital a sírios que precisam.

A contribuição do conglomerado chinês vai permitir que a agência da ONU ajude sírios em situação vulnerável durante três anos na Turquia, no Líbano e na Jordânia, além da própria Síria.

Parceria

Um acordo confirmando a parceria entre o Grupo HNA e o PMA foi assinado na segunda-feira em Pequim pelo chefe da agência da ONU, David Beasley, e o vice-chefe do Conselho de Diretores do conglomerado, Li Xianhua.

O PMA e o grupo chinês iniciaram sua parceria em 2013 com uma contribuição de U$ 1,6 milhão do HNA em cinco anos para apoiar o programa de merendas escolares e porções para levar para casa para cerca de 4 mil meninas estudantes em Gana.

Notícias Relacionadas:

Agências das Nações Unidas apelam por fim imediato do bloqueio no Iêmen

PMA em Moçambique afirma que a segurança alimentar melhorou

Papa Francisco faz doação de 25 mil euros a famílias no Sudão do Sul 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud