ONU trabalhará “incansavelmente para tornar missões de paz mais eficazes”
BR

15 novembro 2017

Declaração é do subsecretário-geral da ONU para Operações de Paz, Jean-Pierre Lacroix, em Conferência Ministerial de Defesa em Vancouver, no Canadá; primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, declarou acreditar nas missões de paz e disse que elas têm “poder transformador”.

Laura Gelbert Delgado, da ONU News em Nova Iorque. *

O subsecretário-geral da ONU para Operações de Paz, Jean-Pierre Lacroix, afirmou nesta quarta-feira que a organização vai trabalhar “incansavelmente para tornar as missões de paz da ONU mais eficazes e eficientes”.

Lacroix discursou na Conferência Ministerial de Defesa sobre as Operações de Paz da ONU que está sendo realizada em Vancouver, no Canadá.

Desafios

O subsecretário-geral afirmou que as missões estão enfrentando desafios maiores do que nunca e que há “lacunas cruciais”, como helicópteros e pessoal melhor qualificado, que precisam urgentemente ser preenchidos.

Lacroix afirmou que é possível “superar esses desafios”, mas que a ONU não pode fazê-lo sozinha. Ele, por exemplo, ser necessário apoio de países que contribuem com tropas e da sociedade civil, por exemplo.

Para o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, as operações de paz têm o poder de transformar o mundo, mas são necessárias inovações ousadas para torná-las mais eficazes nos próximos anos.

Crença

Trudeau disse que as operações modernas trazem grandes desafios, mas afirmou que o compromisso com os esforços permanece, declarando acreditar nas missões de paz.

Para o líder canadense, o “poder transformador” dessas operações já foi visto e que todos sabem que não há maior presente a ser deixado para as futuras gerações que a “paz verdadeira e duradoura”.

Inovação

Justin Trudeau pediu ousadia e inovação para construção conjunta de um mundo pacífico.

Ele fez quatro compromissos, incluindo uma nova iniciativa para aumentar a participação das mulheres como a melhor forma de combater as causas dos conflitos, novas equipes de treinamento para ajudar os boinas-azuis antes e depois de serem enviados para as missões e apoio aéreo tático ao centro de transporte da ONU na África Oriental.

Mulheres

Neste vídeo, publicado pela ONU News em julho, o subsecretário-geral de Operações De Paz, Jean-Pierre Lacroix, afirmou que as mulheres fazem a diferença.

Uma boina-azul que serve na Missão da ONU na República Democrática do Congo, Monusco, foi agraciada com o Prêmio "Defensora Militar do Ano sobre Gênero, das Nações Unidas".

Seitebatso Pearl Block, major da África do Sul, criou uma campanha para combater abuso e violência sexuais no país. A premiação ocorre em Vancouver, no Canadá.

A atriz Angelina Jolie, enviada especial da Agência da ONU para Refugiados, também discursou na Conferência em Vancouver.

*Com reportagem de Matt Wells, na ONU News em Vancouver, Canadá.

Notícias Relacionadas:

Chefe das forças da ONU no Mali otimista com futuro da missão

Canadá abriga conferência sobre operações de paz das Nações Unidas 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud