Agências da ONU fornecem assistência urgente a vítimas de terremoto
BR

15 novembro 2017

Organização Mundial da Saúde, OMS, enviou três ambulâncias e quatro tendas ao norte do Iraque; equipe médica da OIM chegou ao distrito de Warmawa para socorrer feridos pelo tremor de 7.3 na escala Richter.

Monica Grayley, da ONU News em Nova Iorque.

Duas agências da ONU estão enviando assistência de emergência a sobreviventes do terremoto que atingiu a fronteira do Irã e do Iraque, na noite de domingo, horário local.

Em comunicado, a Organização Mundial da Saúde, OMS, enviou equipamentos para realização de 200 cirurgias à Sala de Emergência do Hospital de Sulaymaniyah, no norte do Iraque, epicentro do tremor.

Famílias

Três ambulâncias e quatro tendas foram despachadas ao local após o sismo que matou centenas de pessoas e deixou milhares feridas.

A OMS declarou que a assistência só foi possível graças a fundos recebidos por agências de auxílio da União Europeia e dos Estados Unidos.

Já a Organização Internacional para Migrações, OIM, informou que uma equipe médica móvel está assistindo famílias no vilarejo de Kani Bardina, no distrito de Warmawa. O terremoto ocorreu a 32km da cidade de Halabja.

Crianças e adultos estão sendo consultados por médicos com realização de testes e medicamentos para doenças crônicas.  Vários hospitais da região foram danificados no terremoto.

Escombros

Muitos moradores estão tentando fazer a limpeza de suas casas após os destroços e escombros deixados pelo tremor. Outros estão refugiados em acampamentos temporários.

Um dos sobreviventes, Jamil, de 58 anos, contou que toda a família estava dormindo quando ocorreu o terremoto, e por não terem corrido a tempo acabaram presos dentro de casa e tiveram que sair pela janela.

Ele disse ter perdido as ovelhas que criava e que ele e a família agora est’ao vivendo no jardim da propriedade.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud