ONU oferece assistência a Irã e Iraque após terremoto que matou centenas
BR

13 novembro 2017

Em nota, secretário-geral manifestou profunda tristeza com perda de vidas; sismo de 7.3 na escala Richter deixou milhares feridos; segundo agência estatal iraniana, 70 mil pessoas precisam de abrigo no país.

Monica Grayley, da ONU News em Nova Iorque.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, enviou condolências às famílias das pessoas atingidas por um terremoto ocorrido entre a fronteira do Irã e o Iraque.

Em nota, emitida pelo seu porta-voz, o chefe da ONU enviou sua solidariedade aos governos iraniano e iraquiano e disse que a organização está pronta para assistir os países caso seja solicitado.

Domingo

Segundo agências de notícias, o tremor, de 7.3 na escala Richter, ocorreu no domingo à noite, horário local em Teerã, matando mais de 340 pessoas e deixando milhares feridas. A agência estatal iraniana informou que 70 mil pessoas precisam de abrigo no país.

Guterres manifestou profunda tristeza com a perda de vidas e desejou pronta recuperação aos feridos no sismo.

A maioria das vítimas é da província de Kermanshah, no oeste do Irã.

A organização Crescente Vermelho informou que suas equipes estão ajudando com o resgate e primeiros socorros.

Voluntários no norte do Iraque e do Irã estão mobilizando ajuda como abrigos nas cidades mais afetadas.

De acordo com os profissionais, o quadro de destruição é arrasador.