Unesco condena atentado à TV afegã no Afeganistão que deixou um morto
BR

8 novembro 2017

Homens armados invadiram a estação Shamshad disfarçados de policiais; um segurança foi assassinado e 20 pessoas ficaram feridas.

Monica Grayley, da ONU News em Nova Iorque.

A diretora-geral da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, condenou o que chamou de um assassinato “a sangue frio” de um funcionário de uma estação de TV no Afeganistão.

Em nota, Irina Bokova expressou seus sentimentos e apoio aos empregados da TV Shamshad, alvejados nesta terça-feira, na capital Cabul.

Explosivo

Segundo agências de notícias, pelo menos três homens participaram da ação com granadas e revólveres. Enquanto um deles subiu para o telhado da emissora e começou a atirar contra os seguranças, o outro detonou um explosivo e se matou na entrada da estação.

Os atiradores estavam disfarçados de policiais.

Pelo menos 20 pessoas ficaram feridas. E seis estão em estado grave.

Bokova elogiou a coragem dos funcionários que retomaram a programação da TV rapidamente após terem passado por um grande trauma com o ataque terrorista.

A TV Shamshad é uma estação comercial educativa, que transmite notícias e entretenimento, via satélite, 24 horas.