OMS pede que indústria alimentar pare de dar antibióticos a animais saudáveis
BR

7 novembro 2017

Objetivo é evitar a propagação de resistência antimicrobiana; chefe da agência alertou que “falta de antibióticos eficazes é ameaça tão grave quando surto súbito e mortal de uma doença”; em alguns países, cerca de 80% do consumo total de antibióticos importantes para a saúde é no setor animal.

Laura Gelbert Delgado, da ONU News em Nova Iorque.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, está recomendando que produtores e a indústria de alimentos parem de usar antibióticos de forma rotineira em animais saudáveis para estimular crescimento e evitar doenças.

O objetivo das novas recomendações da agência da ONU, divulgadas nesta terça-feira, é ajudar a preservar a eficácia dos antibióticos que são importantes para a medicina humana reduzindo seu uso desnecessário em animais.

Humanos e animais

Em alguns países, cerca de 80% do consumo total de antibióticos importantes para a saúde é no setor animal, principalmente para promover o crescimento de animais saudáveis.

Segundo a OMS, o uso excessivo e indevido de antibióticos em animais e humanos está contribuindo para a ameaça crescente da resistência antimicrobiana.

Resistência a antibióticos

A agência alertou que alguns tipos de bactérias que causam infecções graves em humanos já desenvolveram resistência a quase todos os tratamentos disponíveis e há “muito poucas opções promissoras” sendo pesquisadas.

O chefe da OMS, Tedros Ghebreyesus, alertou que a “falta de antibióticos eficazes é uma ameaça tão grave quanto um surto súbito e mortal de uma doença”.

Notícias Relacionadas:

OMS: "Antibióticos estão a esgotar-se no mundo"

OMS reitera apoio ao combate à resistência antimicrobiana em África

Resistência a antibióticos é debatida por OMS em congresso no Rio de Janeiro

OMS alerta para aumento de casos de gonorreira resistente a antibióticos

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud