ONU condena ataques que podem ter matado 60 no Afeganistão
BR

21 outubro 2017

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, emitiu nota condenando fortemente dois atentados contra mesquitas, ocorridos na sexta-feira, no Afeganistão.

Monica Grayley, da ONU News em Nova Iorque.

Em nota, emitida pelo seu porta-voz Stephane Dujarric (foto), Guterres expressou condolências às famílias das vítimas e desejou pronta recuperação aos feridos.

Segundo agências de notícias, pelo menos 60 pessoas que participavam das orações de sexta-feira podem ter morrido nos ataques suicidas, realizados na capital Cabul e na província de Ghor.

O chefe da ONU expressou solidariedade ao povo e ao governo afegãos.

A nota de António Guterres lembra que, somente nesta semana, centenas de civis afegãos que praticando suas rotinas incluindo a própria fé foram vítimas de ataques brutais de violência.

Segundo o secretário-geral, os autores devem ser levados rapidamente à justiça. Ele lembrou que para o diálogo começar, o ciclo de violência tem que acabar.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud