Entrevista: Coordenador do Programa de combate ao trabalho forçado da OIT no Brasil

20 outubro 2017

O Escritório da Organização Internacional do Trabalho, OIT, no Brasil emitiu uma nota sobre “mudanças no combate ao trabalho análogo ao de escravo”. Do Rio de Janeiro, coordenador do programa de combate ao trabalho forçado da OIT no Brasil, Antonio Carlos Mello, falou com a ONU News sobre o tema.

Segundo o escritório da agência da ONU no Brasil, “vinte anos de trajetória no combate à escravidão contemporânea tornaram o Brasil uma referência mundial no tema”.

A nota afirma que, “no entanto, com a edição da Portaria n° 1129, de 13/10/2017 , o Brasil corre o risco de interromper essa trajetória de sucesso que o tornou um modelo de liderança no combate ao trabalho escravo para a região e para o mundo”.

Acompanhe a conversa com Laura Gelbert Delgado.

Duração: 07':21''